Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > Proposta liderada pela UFPI é aprovada pelo MEC para formação de professores da Região Nordeste
Início do conteúdo da página

Proposta liderada pela UFPI é aprovada pelo MEC para formação de professores da Região Nordeste

Imprimir
Publicado: Terça, 05 de Outubro de 2021, 08h14

WhatsApp_Image_2019-11-28_at_16.13.59_1_copy_copy_copy.jpg

A Universidade Federal do Piauí (UFPI) lidera a rede para a região Nordeste com proposta aprovada pelo MEC para formação inicial e continuada de professores, dentro do Programa Institucional de Fomento e Indução na Inovação da Formação Inicial Continuada de Professores e Diretores Escolares. A rede do Nordeste também é formada pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e a Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). Serão destinados mais de R$ 14 milhões para execução da proposta pelas instituições.

O Programa visa promover a oferta de cursos de licenciaturas e de formação continuada inovadoras, que atendam às necessidades e à organização da atual política curricular da educação básica e da formação de professores e diretores escolares que atuam nessa etapa de ensino.

Na UFPI, a proposta foi elaborada pelo Centro de Educação a Distância (CEAD), área de ciências da natureza; Centro de Ciências da Educação (CCE), área de pedagogia; e Campus Senador Helvídio Nunes de Barros em Picos (CSHNB), área de letras-português. A iniciativa contou também com apoio da Pró-Reitora de Graduação, professora Ana Beatriz Gomes.

Segundo a diretora do CEAD, professora Lívia Nery, a proposta foi articulada pelos diretores dos centros e campus com a participação dos professores representantes dos cursos. A professora informou, ainda, que o edital será lançado até o final de dezembro, com início das aulas para fevereiro de 2022.

possecead-36.jpg

Lívia Nery, coordenadora da proposta liderada pela UFPI para formação de professores

“Temos a expectativa de formar alunos que tenham competências e habilidades necessárias para atuação nos cursos e  com muitas vivências práticas. O carro-chefe da proposta é garantir que os alunos estejam vivenciando as práticas e construindo com suas comunidades novas formas de ensinar e aprender. Será, também, um intercâmbio riquíssimo entre as três instituições da rede”, frisou.

Vagas - As ofertas da UFPI serão no Campus de Teresina, com o curso de Ciências da Natureza; Campus de Picos, com os cursos de Ciências da Natureza e Letras-português; e em Pedro II, com o curso de Pedagogia. Ao todo, serão ofertadas 960 vagas pela rede Nordeste, distribuídas nos cursos de Pedagogia e licenciaturas em Matemática, Letras-português e Ciências. Elas serão destinadas aos estudantes com bom desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e que firmarem o compromisso de concluir um ano de residência na rede pública de ensino com bolsa, e também professores que já atuam em sala de aula e que não possuem qualificação adequada, priorizando, assim, os que não possuem curso superior. O aluno que não atua como professor deverá, no último ano do curso, fazer a residência docente na rede pública de ensino com recebimento de bolsa no valor de R$ 750,00

Elaboração da proposta – Integraram a comissão que elaborou a proposta da UFPI os seguintes docentes: Lívia Fernanda Nery da Silva – CEAD, Juscelino Francisco do Nascimento – CSHNB, Eliana de Sousa Alencar Marques – CCE, Aucélia Vieira Ramos – CSHNB, Luciana Maria de Aquino – CEAD, Maria Goreth de Sousa Varão – CLV, Maria Valdelucia Lima – CEAD, Maria do Socorro Leal Paixão – DEFE, Neuton Alves de Araújo – DMTE, Janaína Gomes Viana de Sousa, DMTE, Keyla Rejane Almeida Melo – LEDOC, Leomá Matos -  CEAD, Eliese Idalino Rodrigues – CEAD, e Cledinaldo Borges Leal – CEAD.

O diretor do Campus da UFPI de Picos, Juscelino do Nascimento, destaca o envolvimento dos professores da Universidade desde abril para o sucesso da aprovação da proposta. "Nós, da comunidade da UFPI de Picos, nos sentimos extremamente felizes pela oportunidade de contribuir para a formação de docentes das cidades polo e também das cidades que compõem a microrregião", disse.

Para a diretora do Centro de Ciências da Educação, Eliana Marques, o CCE participa do projeto com o compromisso de levar sua experiência e tradição no campo da formação de professores. "Estamos muito felizes com essa conquista em âmbito nacional  e, ao mesmo tempo, muito motivados em realizar um projeto que, sem sombra de dúvidas, irá trazer grandes contribuições à formação de professores no nosso estado", declarou.  

Novas inscrições - Após selecionar nove Instituições de Ensino Superior (IES) no primeiro edital, o Programa Institucional de Fomento e Indução da Inovação da Formação Inicial Continuada de Professores e Diretores Escolares lançou oportunidade para mais 24 instituições interessadas. A submissão de propostas ocorre de 30/09 a 24/10.

Saiba mais aqui

Fim do conteúdo da página