Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > UFPI e PMPI discutem possibilidade de convênio para qualificação de oficiais
Início do conteúdo da página

UFPI e PMPI discutem possibilidade de convênio para qualificação de oficiais

Imprimir
Publicado: Quarta, 09 de Junho de 2021, 15h23

DSC_0057_copy_copy.jpg

O reitor da Universidade Federal do Piauí, Gildásio Guedes, recebeu na manhã desta quarta (09/06) o comandante-geral da Polícia Militar do Piauí ( PMPI), Coronel Lindomar Castilho, e o sub-comandante geral da corporação, Coronel Sousa Filho, para tratativas iniciais de estabelecer convênio para que oficiais da PMPI possam cursar mestrados e doutorados na UFPI.

DSC_0075_copy_copy.jpg

Reitor Gildásio Guedes

Na reunião, o reitor Gildásio Guedes adiantou que a UFPI “tem total interesse em colaborar com a qualificação dos oficiais da PMPI e que o conhecimento gerado possa impactar no atendimento às demandas da sociedade".  "O que for preciso para estabelecer essa parceria, tenham certeza que vamos fazer”, acentua Guedes.

A reunião, no Salão Nobre da Reitoria, contou também com a Pró-Reitora de Pós-Graduação, Regilda Moreira Araújo; o coordenador de Programas Stricto Sensu da PRPG, Prof. Francisco de Assis Nascimento; o Superintendente de Comunicação, Fenelon Rocha, além do Major Tiago, da Comunicação da PMPI.

WhatsApp_Image_2021-06-09_at_12.38.17.jpeg

Comandante-Geral da PMPI, coronel Lindomar Castilho

“Estamos aqui em busca do apoio da UFPI para articular e melhor qualificar nossos oficiais em seu trabalho de servir com cada vez mais qualidade à sociedade”, disse Castilho. “São áreas de nosso interesse além dos cursos em direito, ciência política, gestão pública e áreas de tecnologia e inovação”, completa.

WhatsApp_Image_2021-06-09_at_12.39.06.jpeg

Regilda Moreira Araújo, Pró-Reitora da PRPG 

A Pró-Reitora de Pós-Graduação, Regilda Moreira Araújo, aproveitou a reunião para enfatizar a importância de uma boa preparação para obter aprovação nas seleções públicas dos programas, que incluem a apresentação do projeto e entrevista, além do currículo - de caracter classificatório. " A partir do levantamento das demandas da PMPI, podemos oferecer, por exemplo, oficinais de elaboração de projetos para que os militares que desejam cursar mestrado ou doutorado em nossa Instituição possam retomar o ritmo da escrita acadêmica e melhor estruturar o projeto de pesquisa".

Em médio e longo prazo, a ideia é que a UFPI também auxilie à PMPI a desenvolver uma estrutura de qualificação interna, com oferta de cursos de pós-graduação, ministrados pelos próprios oficiais. “Nossa intenção é que nos próximos 5 anos formemos nos PGGs na UFPI um corpo mínimo de mestres e doutores entre nossos oficiais para que atuem em nosso centro de formação no futuro”, adianta o sub-comandante-geral, Coronel Sousa Filho.

“Nosso objetivo é trazer uma maior mentalidade científica para a corporação para construirmos mais conhecimento e entregarmos algo mais solido à sociedade”, disse o major Tiago, da Comunicação da PMPI.

 WhatsApp_Image_2021-06-09_at_12.37.01_copy.jpeg

 

 

 

 

 

 

Fim do conteúdo da página