Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > Semana de atividades marca comemorações pelo Dia do Enfermeiro
Início do conteúdo da página

Semana de atividades marca comemorações pelo Dia do Enfermeiro

Imprimir
Publicado: Sexta, 14 de Mai de 2021, 11h46

As comemorações pelo Dia do Enfermeiro, celebrado em 12 de maio, e pelo Dia do Técnico de Enfermagem, celebrado em 20 de maio, ganharam uma semana especial de atividades no Hospital Universitário da UFPI. É a IX Semana de Enfermagem do HU-UFPI/Ebserh, que ocorre em formato híbrido, e traz para debate o tema “O Trabalho em Enfermagem no Contexto de Crise”.

WhatsApp_Image_2021-05-14_at_11.27.35.jpeg

A Solenidade de abertura do evento ocorreu na terça (12/05), no auditório do HU-UFPI, e contou com a presença do Reitor em Exercício da UFPI, Viriato Campelo, o Superintendente do HU-UFPI, Paulo Marcio Nunes, e demais integrantes do corpo técnico do hospital. O primeiro dia do evento contou também com palestra da representante da Associação Brasileira de Enfermagem (Aben), Patrícia Carvalho, que abordou o tema central da Semana, tendo como moderadora, a professora da UFPI, Fernanda Avelino.

Houve ainda a palestra “Saúde Mental dos Profissionais de Enfermagem no Contexto da Crise”, com a presidente da (Aben), Márcia Teles, tendo como moderadora a Chefe de Divisão de Diagnóstico Terapêutico do HU-UFPI, Zélia Madeira. As atividades da Semana incluem ainda apresentação de vídeos com relatos de experiência na Pandemia (Covid-19) e também um evento cultural, bem como “V Mostra de Experiências Exitosas em Enfermagem do HU-UFPI/Ebserh, todos on-line. 

Já no dia 20/05, a partir das 8h até às 18h, haverá em locais específicos do hospital, terapias integrativas, com intervalo entre 12h e 14h.

livramentoarte.jpg

Na UFPI, o Departamento de Enfermagem e a Pós-Graduação em Enfermagem também se manifestaram em reconhecimento ao 12 de Maio, em uma justa homenagem ao trabalho indispensável desempenhado pela categoria sobretudo a atuação no enfrentamento da Pandemia da covid-19 no Piauí.

Confira reflexão da Professora Maria do Livramento Fortes Figueiredo, Líder do GEMESE/UFPI,Docente e Pesquisadora do DEPENF/PPGEnf/UFPI.

 

A Enfermagem em tempos de COVID-19 

O Conselho Internacional de Enfermeiros (Internacional Council of Nurses) e a Organização Mundial de Saúde (OMS) lançaram no início de 2020, a campanha denominada Nursing Now, o Ano Internacional do Enfermeiro, da Parteira e o bicentenário do nascimento de Florence Nightingale, considerada a fundadora da Enfermagem moderna no mundo. Todas estas homenagens para Enfermagem foram propostas quando ainda não se sabia que iriamos viver uma pandemia igual a que estamos enfrentando no planeta, e que de fato os profissionais de saúde, com destaque os da Enfermagem seriam os grandes protagonistas desta luta em defesa da vida.

Sim, a Enfermagem que sempre esteve na linha de frente em todos os cenários, desde a área da promoção da saúde, da prevenção das doenças, do tratamento e da reabilitação, atuando durante as 24 horas ininterruptas nos árduos plantões. E agora, mesmo com máscaras, face shields, gorros, aventais e luvas estes profissionais foram reconhecidos em sua missão de cuidar de vidas, com arte, dedicação e segurança. Pacientes, familiares, equipes de saúde, mídia, gestores, organizações governamentais e não governamentais, políticos municipais, estaduais e federais expressaram em palavras, aplausos, panelaços e atos públicos a importância da Enfermagem no cuidado de doentes graves, e até na atenção aos que foram a óbito e a suas famílias.

Desta forma, 12 de maio de 2021, Dia do Enfermeiro, é uma data marcada por debates e reflexões sobre os impactos da pandemia, especialmente, no nosso país, que registrou o maior número de mortes de enfermeiros por COVID-19 no mundo. Mesmo diante desta situação de luto e de perdas, devemos arregimentar forças para empunhar nossas bandeiras de lutas e demonstrar a gestores, políticos e a sociedade em geral, que precisamos mais do que aplausos e flores, de valorização e respeito aos nossos direitos e condições de trabalho dignas, sendo imprescindível aprovação do PL 2.564/2020 que institui o piso salarial nacional para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem e parteiras, garantindo assim, uma dignidade salarial e de carga horária para as categorias de Enfermagem.

Finalizamos esta reflexão, reafirmando que os profissionais de Enfermagem são indispensáveis na assistência à saúde, sempre estiveram expostos e vulneráveis, diante das precárias condições de trabalho em todo país, porém, diante da pandemia esta essencialidade do cuidado de enfermagem foi sentida e vivida pelos pacientes e familiares, e visibilizada por toda sociedade.

Parabéns a todos (as) Enfermeiros (as) pela dedicação e luta em salvar vidas.

Profª Drª Maria do Livramento Fortes Figueiredo

Líder do GEMESE/UFPI - Docente e Pesquisadora do DEPENF/PPGEnf/UFPI

Pós-Doutoranda da Universidade de Évora – Portugal

 

 

Fim do conteúdo da página