Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > HU possui freezer especial para armazenar vacina da Pfizer e será posto de vacinação
Início do conteúdo da página

HU possui freezer especial para armazenar vacina da Pfizer e será posto de vacinação

Imprimir
Publicado: Sexta, 30 de Abril de 2021, 11h55

WhatsApp_Image_2021-04-30_at_11.52.46.jpeg

O Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí possui um freezer especial com capacidade de armazenagem em temperaturas em torno de -90 graus. Ele é usado para conservar medicamentos, vacinas e insumos usados no hospital e para pesquisas que precisam de baixas temperaturas para conservação.  

O Piauí vai receber doses da vacina Covid-19 da Pfizer/BioNTech. Essa vacina exige armazenamento em temperaturas que fiquem entre -60 graus e -90 graus. Além disso, a vacinação deve ocorrer em ambiente hospitalar, no tempo de até 15 minutos e com observação do paciente por até 20 minutos, devido o risco de reação alérgica do novo imunizante.

hu_vacinas.png

Superintendente do HU, professor e cardiologista Paulo Márcio Sousa Nunes

O HU é o hospital público que tem toda a estrutura e condições de logística exigidas e foi convidado pela Fundação Municipal de Saúde de Teresina para integrar a rede de referência de aplicação da vacina. A FMS ainda vai informar como será a logística de aplicação.

O superintendente do HU, professor e cardiologista Paulo Márcio Sousa Nunes, destacou que a vacina Covid-19 da Pfizer é a mais eficaz que está disponível no mercado mundial e a mais utilizada nos países considerados de primeiro mundo, como Estados Unidos, Israel e países da Europa. “Ela vem com uma tecnologia nova, que é uma vacina de RNA, um tipo que ainda não foi praticada no mundo, é a primeira vez, primeira doença que foi desenvolvida essa tecnologia e precisa para a sua proteção da garantia dessas temperaturas baixas”, explicou.

Ele frisou, ainda, que o HU já está com a logística organizada para a vacinação. “O Hospital já tem os locais apropriados tanto para conservar as vacinas quanto para proteger o paciente nos primeiros instantes que essa vacina é aplicada”, garantiu.  

Fim do conteúdo da página