Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > Faculdade de Direito do Piauí será recriada, anuncia Reitor em solenidade de homenagem aos 90 anos da FADI
Início do conteúdo da página

Faculdade de Direito do Piauí será recriada, anuncia Reitor em solenidade de homenagem aos 90 anos da FADI

Imprimir
Publicado: Segunda, 29 de Março de 2021, 14h27

TRF-3.jpg

A Faculdade de Direito do Piauí (FADI) recebeu mais uma homenagem pela passagem dos 90 anos de sua fundação. A Seção Judiciária do Piauí (SJPI) celebrou o aniversário da FADI em sessão especial realizada, de forma remota, nesta segunda-feira (29). Durante o evento, houve um anúncio muito aguardado: o Reitor Gildásio Guedes firmou o compromisso de recriar a antiga FADI, em uma proposta de integrar ainda mais o Curso à Universidade.

O Reitor da UFPI, professor Gildásio Guedes, destacou a relevância da Faculdade de Direito e do Departamento de Ciências Jurídicas da UFPI na formação de profissionais que atuam e se destacam em diferentes atividades, contribuindo para o desenvolvimento do estado, da região e do País. O reitor frisou, ainda, o orgulho e felicidade pelas carreiras seguidas pelos egressos e o destaque do curso de Direito nas avaliações e concursos.

Como forma de reconhecer a relevância de todos os envolvidos, o reitor firmou o compromisso de transformar esse Departamento e recriar a antiga Faculdade de Direito. “Vamos lutar para que a Universidade Federal do Piauí absorva um novo espaço para uma nova instalação e o resgate da história, reconstruindo a Faculdade de Direito tão amada, querida e admirada pelos que lá passaram”, garantiu.

A notícia da reconstrução da FADI foi recebida com entusiasmo e emoção pelos presentes. Emoção demonstrou, também, o diretor da Seção Judiciária do Piauí (SJPI), juiz federal Nazareno César Moreira Rêis, formado pela UFPI, ao falar da sua trajetória na Instituição. O juiz destacou o papel marcante dos professores que repassaram ensinamentos além dos conteúdos para a área jurídica e do papel revolucionário da educação. “A Universidade representou para mim um papel absolutamente fundamental, pelo qual eu serei eternamente grato. Considero a UFPI, especialmente, o curso de Direito, como parte da minha família, no sentido de ter colaborado para meu crescimento, tanto quanto a minha mãe, meus irmãos e minha casa, a Universidade colaborou também, só que de uma forma diferente, que me fez ver coisas importantes que eu não era capaz de ver e que me fez crescer como ser humano”, frisou.

O Desembargador Federal Carlos Augusto Pires Brandão, que também é docente da UFPI, destacou ações relevantes desenvolvidas entre a UFPI e a Justiça Federal, como a instalação dos juizados especiais, a Casa de Justiça e Cidadania e Rede Pense Piauí. “A Justiça Federal é muito agradecida a Universidade Federal do Piauí. É uma homenagem justa, as aproximações cada vez são maiores. Há muitas colheitas que foram feitas e que hão de vir também, porque toda vez que as instituições dialogam no país, elas formam um tipo de decisão diferente, de encaminhamento diferente”, frisou.

Também participaram da solenidade virtual docentes do DCJ/UFPI, como a Pró-reitora de Extensão e Cultura da UFPI, professora Deborah Dettmam Matos; e a chefe do Departamento de Ciências Jurídicas da UFPI, professora Olívia Brandão Melo Campelo. Também estiveram presentes o presidente da Associação dos Juízes Federais da Primeira Região, juiz Shamyl Cipriano, presidente da Associação dos Juízes Federais do Piauí, juiz Adonias Ribeiro de Carvalho Neto, a juíza federal Marina Rocha Cavalcanti e o juiz federal Márcio Braga Magalhães.

Fim do conteúdo da página