Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > UFPI abre inscrições para Curso de Extensão em Francês
Início do conteúdo da página

Reitor fala sobre eleições na UFPI em entrevista coletiva remota para a imprensa

Imprimir
Publicado: Segunda, 08 de Junho de 2020, 06h26

Na manhã de sábado (06/06), o Reitor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Prof. Dr. José Arimatéia Dantas Lopes, falou sobre o processo eleitoral para a escolha do novo reitor(a)da Instituição em entrevista coletiva remota para a imprensa.

O mandato da atual gestão termina em 18 de novembro de 2020 e a lista tríplice deve ser enviada ao Ministério da Educação (MEC) até o dia 18 de setembro para apreciação e escolha do Presidente da República. O Reitor explicou que, por conta da pandemia, a necessidade de suspender as atividades presenciais, mantendo apenas as essenciais, inviabilizou a realização do processo eleitoral antes.

“O fato de não termos realizado a eleição até agora não é nenhuma intenção nossa de não realizar, pelo contrário, queremos e achamos que tem que ser realizada, até porque, se não realizarmos a consulta e a eleição no colegiado, teremos a nomeação de um reitor pro tempore e não é isso que queremos, queremos que a sucessão aconteça com a nomeação de um reitor(a) escolhido pela comunidade”, destacou.

Para a escolha do novo reitor ou reitora, o processo seguirá o rito de aprovação pelo Conselho Universitário (CONSUN), da realização da consulta à comunidade acadêmica, definição da comissão eleitoral e das regras do processo. Após essa fase, serão feitas as inscrições dos candidatos que disputarão as vagas na lista tríplice a ser enviada ao MEC e que serão votados pelos conselheiros. O Reitor explicou que a legislação determina que o CONSUN não tem a obrigação de seguir a escolha da comunidade universitária, mas, ele defende que os conselheiros respeitem a decisão da maioria.

“Não queremos deixar de cumprir a legislação, deixar de cumprir os prazos e dar margem para que possamos ter um reitor pro tempore. E nós gostaríamos de entregar a reitoria para aquele ou aquela que for escolhido pela nossa comunidade. Então, esperamos que o conselho aprove primeiramente a consulta, a data, as regras e que o colegiado eleitoral acate o resultado que virá da consulta, ou seja, o desejo da comunidade acadêmica. Encaminharemos para o MEC e, conforme a lei, o presidente tem a opção de escolher um dos três e esperamos que seja escolhido o que for o primeiro, o mais votado e escolhido pela comunidade acadêmica”, frisou.

O CONSUN fará reunião no dia 09 de junho de 2020 e o processo eleitoral estará na pauta. E no dia 16 de junho de 2020 deve se reunir novamente para tratar exclusivamente do processo eleitoral, com a definição da comissão eleitoral e das regras. Para ter tempo hábil de fazer a consulta à comunidade universitária, a eleição no CONSUN e o envio da lista tríplice ao MEC, o Reitor Arimatéia Lopes defende que a consulta ocorra na primeira quinzena de agosto.

Respondendo a uma pergunta sobre como seria o processo de consulta no período de isolamento social, o Reitor disse que a UFPI tem condições de realizá-lo de forma remota, por meio do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA), a exemplo da Universidade Federal do Sul do Pará, com processo já concluído, e da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), em andamento. Mas, precisa que o CONSUN também aprove esse formato de consulta. “Queremos realizar uma consulta, essa consulta não tem outra forma a não ser eletrônica, de forma remota, e temos ferramenta para isso. Temos um módulo chamado SIG eleição no SIGAA”, informou. 

Ao pedir que fosse feito um balanço da gestão, o Reitor destacou os trabalhos nesse período de pandemia que contribuíram para o enfrentamento da doença em todo o estado, além de outras ações desenvolvidas durante o mandato. “Iniciamos nossa gestão em 2012 e fomos reeleitos em 2016 para um novo mandato. Nós fizemos muito em nossa universidade, digo nós, porque não sou somente eu, é a administração superior e a comunidade acadêmica como um todo. Na nossa gestão, sempre dissemos que a UFPI não é administrada apenas pelo reitor e pelos gestores, mas, pela comunidade como um todo. Criamos a Reitoria Itinerante, ouvimos a comunidade antes de tomarmos qualquer decisão. Tenho um canal aberto de comunicação com todos os segmentos da universidade, sempre procurando ouvir muito a comunidade antes de tomar qualquer decisão. Um diálogo aberto sempre. Apesar de termos feito muito, de termos, por exemplo, ampliado a pós-graduação saindo de 9 para mais de 20 doutorados, aumentamos em mais 30% a área construída, criado dois cursos de medicina, além de vivenciarmos a criação de uma nova universidade,de tanto que o campus de Parnaíba cresceu, acho que a principal marca que vamos deixar é o modelo de gestão: uma gestão democrática, colaborativa, em que toda a comunidade tem acesso a administração superior sem nenhuma barreira e que as decisões da gestão são tomadas sempre visando o melhor pra universidade, sem tratar de interesse pessoais ou corporativos”, destacou.

O Reitor respondeu ainda sobre os principais desafios para a nova gestão, e destacou que deverá ser a questão orçamentária com a crescente redução de recursos e a reposição de pessoal docente e técnico.

Veja a coletiva na íntegra:

reitor coletiva.png

Acesse os documentos que tratam sobre o processo eleitoral na UFPI.

NOTA TÉCNICA Nº 437/2011

NOTA TÉCNICA Nº 400/ 2018

LEI Nº 9.192, DE 21 DE DEZEMBRO DE 1995

DECRETO Nº 1.916, DE 23 DE MAIO DE 1996

Ofício-Circular Nº 9/2019/CGLNES/GAB/SESU/SESU-MEC/ 2019

UFPI explica como ocorre o processo para nomeação de Reitor e Vice

Fim do conteúdo da página