Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - Parnaíba > Saiu a quarta lista de espera do SISU 2020.2
Início do conteúdo da página

O CONCEITO DO ENADE E O CURSO DE MEDICINA DA UFDPAR: UMA TRAJETÓRIA CONSTRUÍDA POR MUITAS MÃOS

Imprimir
Publicado: Quarta, 21 de Outubro de 2020, 10h29

med20201021170644

 

O Curso de Medicina da Universidade Federal do Delta do Parnaíba obteve o conceito 5 (cinco) no ENADE (Exame Nacional do Desempenho do Estudante)!. Notícia que deixou a todos nós muito felizes e com a sensação de estarmos caminhando por uma estrada promissora. Resultado que afeta os diretamente envolvidos como docentes, discentes, técnicos, administrativos assim como os familiares que deram maior suporte possível para que o trajeto percorrido fosse mais sereno, menos árduo e mais prazeroso, os profissionais e gestores dos serviços de saúde que apostaram na proposta docente do curso e a sociedade representada pelas pessoas com as quais ensinamos e aprendemos a delicada missão de cuidar do outro.

O conceito 5, máximo na escala utilizada pelo MEC, aponta um juízo de valor que coloca nosso curso em uma situação privilegiada comparada a outros cursos analisados pelos mesmos critérios, indica que infra estrutura, perfil do corpo docente, suporte técnico, projeto pedagógico, articulação ensino, serviço e comunidade se conjugam e se expressam no conhecimento, competências, habilidades e atitudes demonstradas pelos discentes.

Iniciado em 2014, ainda sob a gestão administrativa da UFPI, o curso emerge no âmbito de políticas de educação na saúde justificadas pela necessidade de mudanças mais profundas na formação médica, na desigual distribuição regional destes profissionais na perspectiva de preencher os vazios assistenciais existentes e ter o Sistema Único de Saúde (SUS) como cenário de práticas docentes assistenciais .

Mesmo referendado pela política governamental que assinalava recursos iniciais, o Curso de Medicina tal como outros cursos abertos em IFES no mesmo contexto, somente se tornou viável com os movimentos locais que foram desencadeados adequando a uma inovadora proposta pedagógica desde a estrutura arquitetônica dos prédios, equipamentos necessários e a construção do Projeto Pedagógico do Curso.

Para tanto foram imprescindíveis o apoio institucional e assessoria didático-pedagógica da Reitoria da UFPI e da Direção do Campus Ministro Reis Velloso, que garantiu o funcionamento do Curso em uma sede provisória e permitiu a vivência da construção de um inovador projeto de formação de profissionais médicos.

A perspectiva inovadora do Curso com base nas Diretrizes Curriculares Nacionais representou um desafio que se transformou em compromisso possibilitando que cada docente se sentisse protagonista do processo de construção do que, como, para que e para quem ensinar e cada discente se sentisse acolhido, escutado, sujeito de sua aprendizagem.

A responsabilidade social do curso em contribuir para a saúde da população dos territórios nos municípios da Região da Planície Litorânea permitiu a articulação interinstitucional entre a Universidade e as instâncias gestoras do SUS produzindo espaços de integração ensino, pesquisa e atenção como o Centro Integrado de Especialidades Médicas que é reconhecido e integra a Rede de Assistência à Saúde na Região da Planície Litorânea e Cocais.

A institucionalização da Universidade Federal do Delta do Parnaíba e mudanças da operacionalização da política representaram novos desafios. A Reitoria da UFDPar reafirma o compromisso com o curso não medindo esforços e negociações em várias instâncias para que fossem cumpridas as condições para a continuidade e evolução do curso.

Diante do conceito do ENADE e na condição de professor muito implicado com todo esse processo, a sensação é gratificante. ver todo este esforço avaliado como positivo cujos resultados podemos observar ao ver nossos primeiro(a)s graduado(a)s se engajarem na linha de frente contra a COVID 19 em municípios da região, o quanto o encontro entre docentes, discentes e equipes de saúde tem contribuído para a organização das práticas integradas, educação permanente dos profissionais de saúde, buscando a eficiência do fazer e a eficácia do cuidar.

Por fim o resultado do ENADE representa para nós, para a UFDPar, e para a sociedade os primeiros frutos de um processo que estamos a vivenciar e serve como um dispositivo para nos impulsionar a continuar a trajetória.

 

 

José Ivo Pedrosa

Professor Titular em Saúde Coletiva

Curso de medicina/UFDPar

 

 

 

Fim do conteúdo da página