Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - PARFOR > Descobrimento do Brasil | 22/04
Início do conteúdo da página

15 de Outubro | Dia do Professor e da Professora: Homenagem a quem ressignifica a cada dia o ensinar e transforma a sociedade em contextos adversos

Imprimir
Publicado: Quinta, 15 de Outubro de 2020, 10h27

 

A pandemia do novo coronavírus impactou significativamente a sociedade atual, em diferentes aspectos, trazendo consequências drásticas, entre elas, o distanciamento físico, o isolamento social e o uso obrigatório de máscaras.

No campo educacional, são grandes os desafios, notadamente para nós professores que tivemos que nos reinventar para transformar as práticas docentes habituais. Há aproximadamente sete meses, estamos impedidos de ministrar aulas presencialmente em virtude das medidas restritivas, sem, no entanto, nos afastarmos de nossa função.

Devido à necessidade de novos protocolos de distanciamento que impediram as aulas presenciais, sobreveio a aceleração da corrida para a Educação a Distância (EaD) e o ensino remoto emergencial e, na maioria dos casos, sem o investimento adequado na formação docente e em recursos tecnológicos. Para muitos professores, a surpresa e a imprevisibilidade da pandemia significou trabalhar com o nunca experimentado, de forma individual e solitária, sem ações efetivas por parte dos sistemas de ensino.

A interrupção das aulas em todos os estados do país devido ao avanço do novo coronavírus expôs ainda mais as desigualdades entre as instituições escolares. Na rede privada a mudança da modalidade presencial para a EaD ou para o ensino remoto emergencial se deu quase automaticamente, com investimentos no uso da tecnologia, como adoção de novas plataformas de ensino, ampliação da segurança digital e dos pacotes de acesso à internet. Já na rede pública a mudança repentina na forma de ensino vem enfrentando algumas dificuldades e em muitas instituições ainda não é possível implementar EaD e ensino remoto com qualidade.

Além dos limites materiais e institucionais, outro agravante é a potencial exclusão dos estudantes que não conseguem acompanhar as aulas de forma remota, conforme levantamento feito pelas instituições e pelos próprios estudantes. Desse modo, em tempos de pandemia a divisão digital amplifica as fortes desigualdades sociais existentes em nossa sociedade, já bastante nítidas no ensino presencial, e expõe o abismo entre ricos e pobres.

O agravamento da crise epidemiológica acentua a situação de extrema pobreza em que vivem muitos brasileiros e a sua relação simbiótica e recíproca com a realidade educacional, acentuando a importância dos professores e a necessidade de investimento em políticas de valorização e formação docente, haja vista que, em conformidade com o pensamento de Sacristán (2000), sem educação não há transformação social, sem professor não há educação, portanto, a qualidade dos professores é o limite da qualidade da educação.

A construção de sistemas educativos de qualidade, equitativos e inclusivos passa, necessariamente, pela efetivação de políticas que promovam a formação dos professores e a valorização da profissão docente, o que sugere investimentos em desenvolvimento profissional (formação inicial e continuada consistentes), construção de uma carreira digna, salários justos e condições de trabalho adequadas, mecanismos de atratividade à carreira e ações de apoio aos professores iniciantes, além de outras medidas necessárias à manutenção de profissionais bem qualificados na docência.

Em suma, a pandemia evidenciou ainda mais a importância dos professores e a urgência de se repensar a formação docente verdadeiramente necessária para esse novo tempo. A coordenação institucional Parfor/UFPI reconhece o papel inquestionável dos professores para o desenvolvimento do país, mesmo (e principalmente!) em contextos tão adversos como o da pandemia do novo coronavírus. Por isso, celebramos o 15 de outubro e parabenizamos todos os professores e professoras pelo importante trabalho de formar para a transformação na direção da construção de uma nação mais inclusiva e equitativa, mais justa, mais democrática.

Parabéns para nós professores e professoras!!!

Glória Ferro

Coordenadora Geral do Parfor/UFPI

Fim do conteúdo da página