Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - PARFOR > LOCAL E HORÁRIO DA OFICINA - INTRODUÇÃO À SEMÂNTICA E A PRAGMÁTICA NA LIBRAS
Início do conteúdo da página

GT-Saúde realiza ações em apoio à sociedade no enfrentamento à COVID-19

Imprimir
Publicado: Terça, 28 de Abril de 2020, 09h43

Equipes do GT Saúde da UFPI têm dedicado atenção especial para desenvolver ações de auxílio à comunidade universitária e à população em geral no enfrentamento da COVID-19. As medidas incluem desde orientações para resguardar a saúde da comunidade, passando por informações e atualização de casos detectados no estado a ações que viabilizam empréstimos de equipamentos e agilização dos exames.

fotos materia GT saude.jpg

Uma das primeiras ações de grande impacto foi a elaboração, ainda no mês de março, do Plano de Contingência COVID-19 (UFPI), realizada de forma articulada com a participação de todas as Unidades de Ensino da Universidade e Campi fora de sede. O manual traz orientações a alunos, professores, técnico-administrativos e terceirizados, além da comunidade externa, relacionadas à adoção de medidas individuais e coletivas de prevenção e proteção da doença. Outra iniciativa de impacto logo nos primeiros dias de convívio com a pandemia foi a cessão do Ginásio de Badminton, pela Reitoria, por tempo indeterminado, para servir como hospital de campanha à Prefeitura de Teresina. No espaço, estão sendo instalados 88 leitos destinados ao atendimento dos pacientes diagnosticados com a Covid-19.

Na seção especial do site da Universidade, dedicada a orientações sobre a doença, a página UFPI – COVID- 19, há atualização constante de Protocolos, Notas Técnicas, Portarias da ANVISA, Publicações do Ministério da Saúde, Instruções Normativas e de Artigos Científicos sobre a doença.


Houve também a elaboração do Protocolo de Ação Interna em situação de surgimento de “caso suspeito” e/ou confirmado de docente, técnico-administrativo, discente e terceirizado nas dependências da UFPI. É assegurado também apoio às famílias com casos suspeitos ou confirmados para o coronavírus, realizado por equipe multidisciplinar da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários (PRAEC).


Mobilização de doações e voluntariado – Campanhas de doação são realizadas com frequência cada vez maior da Universidade, na busca por entregar itens de EPI (como mascaras, protetores faciais, álcool em gel, aventais) para instituições de saúde do estado e municípios. Há também a realização de cadastro de servidores (professores e técnicos) e de alunos para trabalho voluntário, contratação temporária por órgãos diversos da saúde e para doação de sangue.


Ações Interinstitucionais -  Pensando em projetar ainda mais o alcance das ações elaboradas, o GT Saúde promove articulação interinstitucional com representantes da SESAPI, FMS, HU-UFPI e FIOCRUZ - Piauí para deliberar sobre ações efetivas contra a disseminação do vírus e a realização de protocolos e testes (moleculares e sorológicos) para o diagnóstico do coronavírus.


Integrante do GT Saúde, a Profa. Dra. Lúcia Vilarinho, destaca a importância da construção do “Plano Interinstitucional de Enfrentamento à Covid-19 - UFPI em Ação Coordenada” como ferramenta estratégia e norteadora de ações. O projeto apresenta seis eixos: 1 – Apoio à comunidade interna; 2 – Apoio à informação, educação e comunicação; 3 – Sala de Situação; 4 – Infraestrutura e Recursos Humanos; 5 – Hospital Universitário HU-UFPI; e o eixo 6 – Cultura e Arte. Cada eixo conta com 1 coordenador e vice-coordenador e um número ilimitado de participantes, uma vez que a cada dia os eixos são contemplados com novas participações de alunos, professores e técnicos como proposta de ações prioritariamente remotas para beneficiar a comunidade universitária e o público em geral.

lucia 2.jpg

Profa. Dra. Lúcia Vilarinho

“O plano é uma proposta de intervenção interinstitucional para atender ao anseio da sociedade piauiense, que enxerga a UFPI como uma instituição de excelência e que espera da comunidade ufpiana ações solidárias, com responsabilidade social, para juntos somarmos forças em defesa do Piauí, neste momento difícil de controle da pandemia”, avalia a Professora do Departamento de Serviço Social e gerente do NESP - Núcleo de Estudos em Saúde Pública da UFPI.


Na “Sala de Situação”, por exemplo, há discussões de temas como virologia, vacinas e diagnóstico laboratorial; protocolos de assistência médica e ambulatorial, clínica e terapêutica, estudos clínicos, e políticas públicas de intervenção (medidas socioeconômicas), além de envolvimento ativo no desenvolvimento e estudos farmacológicos no uso de drogas. O público da UFPI tem acesso ao quadro epidemiológico da COVID-19 no estado do Piauí, acompanhado de análise científica realizada por profissionais com competência na área.


A vice-reitora da UFPI, Profa. Dra. Nadir Nogueira, pontua que a Universidade observa também os impactos futuros da pandemia para definir ações e parcerias a fim de ampliar o cuidado e acolhimento à comunidade acadêmica e geral.

Nadia Nogueira - VReitora.jpeg

Profa. Dra. Nadir Nogueira

“Estamos trabalhando na elaboração de protocolos para vários cenários: para o cenário 1, que estamos vivenciando agora; e fazendo projeções também para o futuro. Nessa perspectiva de continuidade da pandemia, saímos dessa produção mais imediata de EPIs e partimos para uma ação mais interinstitucional. Sentimos a importância de ampliar essa rede de atuação para deliberações mais no sentido de proteger a população do Piauí. Em reunião com representantes da SESAPI, FMS, HU-UFPI e Fiocruz Unidade Piauí, temos construído várias ações efetivas nesse enfrentamento. A exemplo da criação da Sala de Situação, que vem trabalhando aspectos epidemiológicos e clínicos, em que podemos ter uma ideia de como essa pandemia está se comportando no Piauí, para que o estado e o munícipio possam estabelecer políticas públicas para esse enfrentamento.”


Assessoria a profissionais de saúde - Profissionais de saúde de vários municípios do Piauí estão recebendo atendimento de apoio para tomada de decisões relativas ao diagnóstico e tratamento da COVID-19. O atendimento é realizado por telessaúde, pelos profissionais do Hospital Universitário HU-UFPI. Profissionais da linha de frente no diagnóstico e tratamento da COVID19 também recebem capacitação/treinamento para a coleta de amostras para o teste do Coronavírus, uso de ventilação pulmonar mecânica e uso de mecanismos de proteção, realizados por equipes do HU-UFPI. O GT Saúde está atento também para disponibilizar mais equipamentos de RT-PCR ao LACEN ou HU, caso necessário, e assessoramento técnico científico.


Está em andamento ainda estudo de viabilidade de doação, da FIOCRUZ, de testes rápidos para o diagnóstico do coronavírus ao HU/ UFPI, ampliando possibilidades para a rede de saúde do estado, bem como assessoria técnica para padronização de método diagnóstico para a COVID-19.


Ampla divulgação -  Em trabalho conjunto com a Superintendência de Comunicação Social da UFPI (SCS) e a Secretaria de Comunicação da SESAPI, há a promoção de ampla divulgação sobre a COVID-19, por meio digital e mídias de massa.


Para o Reitor da UFPI, Prof. Dr. José Arimatéia Dantas Lopes, a Universidade tem assumido um papel de destaque na organização,  articulação e efetivação de ações para o enfrentamento da pandemia.

Jose Arimateia.jpeg

Prof. Dr. José Arimatéia Dantas Lopes

“O trabalho coordenado pelo Comitê Gestor de Crise e realizado pelos diversos grupos criados por esse comitê, com a participação efetiva da comunidade acadêmica, além de iniciativas de diversas unidades de ensino têm resultado na implementação de ações impactantes no apoio a instituições de saúde, em Teresina e outros municípios, com a cessão de equipamentos, com a produção e doação de EPIs e álcool 70% e no esclarecimento à população em geral sobre os cuidados e sobre o quadro epidemiológico da COVID-19. Também, merecem destaque as ações solidárias em benefício dos grupos e famílias em situação de vulnerabilidade. É a UFPI cumprindo seu papel institucional com relevante repercussão social, assumindo um protagonismo que ressalta sua importância, não apenas para a comunidade acadêmica, mas para toda a população piauiense”, finaliza.

 
Fonte: Ascom UFPI
 
Fim do conteúdo da página