Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Perguntas frequentes
Início do conteúdo da página

Perguntas Frequentes

Imprimir
Publicado: Quarta, 25 de Março de 2020, 12h14

MATRÍCULA INSTITUCIONAL PARA CANDIDATOS APROVADOS NO SISU (2020.1 E 2020.2) 

 

R - A matrícula será efetuada eletronicamente, o(a) candidato(a) convocado(a) deverá acessar o site: https://ufpi.br/sisu-cspe, para verificar os procedimentos e as orientações sobre o envio da documentação correta, conforme o edital que rege o processo seletivo.

Para submissão dos documentos acessar o portal ufpi.br/matriculagraduacao

 

R - Consulte o Edital e anexos, disponíveis no site: https://ufpi.br/sisu-cspe, para verificar os documentos necessários para solicitação de matrícula institucional.

 

R - Porque quando não há mais candidatos aptos para convocação em um determinado tipo de cota, remaneja-se a vaga para um candidato de outra modalidade de cota observando a ordem de prioridade regulamentada pela PORTARIA NORMATIVA Nº 21, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2012 – MEC.

Os candidatos convocados em modalidade de cota diferente da original são identificados com um símbolo (*, &, %, #, @, $, ~ ,^) ao lado do número do seu CPF na lista de convocação, cuja legenda relacionada ao símbolo encontra-se no final da lista de convocação, informando a modalidade original do candidato, que deverá apresentar no ato da matrícula a documentação correspondente à sua cota de origem, ou seja, da cota para a qual fez opção no ato de sua inscrição no SISU.    

 

R - Porque o histórico escolar do ensino médio é o documento que atesta a frequência integral e exclusiva em escola pública.

 

R - Se o candidato tiver concorrido pela modalidade de ampla concorrência uma declaração de conclusão do ensino médio (carimbada e assinada pelo diretor da escola) será válida para fins de efetivação de matrícula e terá prazo de validade de 30 dias, porém, se concorreu na modalidade de cotas, além da declaração faz-se necessário histórico escolar para comprovação de que cursou todo o ensino médio (em que ano e em qual escola cursou cada série) em escola pública.

Para candidatos cotistas, o histórico escolar é documento obrigatório para efetivação da matrícula. O estudante poderá solicitar à diretoria/secretaria da escola na qual concluiu o ensino médio, um histórico parcial, ou seja, o histórico especificando todas as séries do ensino médio, nome da escola, notas, assinatura e carimbo da escola, sem o registro da Secretaria Estadual de Educação do Estado emissor; este histórico terá validade de 30 dias, até o estudante receber o documento definitivo que contém o registro da referida Secretaria.

OBS.: Existem estados da federação em que a certificação de conclusão do Ensino Médio é isenta de registro pela Secretaria Estadual de Educação do Estado e, neste caso, não se aplica a exigência especificada no edital.

 

R - Sim. Para isso deverá apresentar o Histórico Escolar atestando frequência integral e exclusiva em escola pública, pois o estudante não pode ter cursado, em nenhum momento, parte do Ensino Médio em escola particular. Ressalta-se que as notas obtidas nos exames de certificação não comprovam frequência em escola pública, apenas o desempenho do candidato no exame.(Item 4.2.3 do edital).

 

R - Para confirmar a dependência administrativa das escolas, ou seja, se ela é pública ou não, consulte o catálago de escolas no site do INEP e siga as orientações lá constantes para realização da pesquisa.

 

R - Não. As escolas pertencentes ao Sistema S (Senai, Sesi e Senac), escolas conveniadas ou ainda fundações ou instituições similares (mesmo que mantenham educação gratuita) não são consideras instituições da rede pública de ensino para participação na Reserva de Vagas (cotas).

Para confirmar a dependência administrativa das escolas, ou seja, se ela é pública ou não, consulte o catálago de escolas no site do INEP e siga as orientações lá constantes para realização da pesquisa.

 

R - Sim. É documentação obrigatória.

 

R - Para a etapa on line não é necessária autenticação, pois a verificação da autenticidade, conforme estabelece o edital, será na primeira semana de aula, quando o candidato deverá comparecer, de forma presencial, na coordenação do curso, a fim de apresentar a cópia legível e autenticada, frente e verso, ou fotocópia simples, frente e verso, acompanhada do original, da documentação básica exigida no Edital.

 

R - A solicitação de desligamento do curso deve ser feita por meio do próprio sistema de matricula institucional SISU: Para tanto, você deve preencher, datar e assinar o Termo de Desistência (em anexo), digitaliza-lo e anexar ao sistema SISU, em campo específico, juntamente com a documentação de matrícula.

Obs.: É imprescindível que a assinatura no termo de desistência esteja de acordo com a que consta no documento de identificação (RG).

 

R - O candidato poderá realizar a matrícula na UFPI e em um prazo de no máximo 5 (cinco) dias úteis deverá procurar a outra instituição para solicitar o cancelamento da matrícula, pois a lei que proíbe que uma mesma pessoa ocupe 2 (duas) vagas simultaneamente em instituições públicas de ensino superior , Lei 12.089/2009, regulamenta esse prazo.

Link para acesso à Lei: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/lei/l12089.htm#:~:text=o%20territ%C3%B3rio%20nacional.-,Art.,em%20todo%20o%20territ%C3%B3rio%20nacional

 

R - Verifique o campo de preenchimento: preencher todos os espaços do número do protocolo (Ex.: 000xx/2020), mais o CPF.

 

 

SOBRE COTA PARA RENDA:

 

R - Primeiro você deve fazer sua inscrição no sistema de avaliação de renda disponível no seguinte endereço: ufpi.br/matriculagraduacao, você irá preencher um questionário com perguntas relacionadas à sua condição socioeconômica, com a necessidade de anexar documentos comprobatórios das informações que você preencheu. Você só poderá efetivar a matrícula quando sua inscrição estiver com o status deferido. É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar este processo.

 

R - O formato do arquivo deve ser em pdf (de até 4 mb de tamanho), jpg ou jpeg (com até 2mb de tamanho). Arquivos grandes podem comprometer sua visualização durante a análise ocorrendo o indeferimento da inscrição.

 

R - Não, basta anexar novamente seu documento de identificação.

 

R - Não, pois não indica qual o valor da renda bruta recebida. o documento bancário que deve ser utilizado é o extrato da conta corrente dos 3 meses mais recentes do período de inscrição, juntamente com os 3 últimos contracheques ou extrato de pagamento do benefício obtido no link https://www.inss.gov.br/servicos-do-inss/extrato-de-pagamento-de-beneficio/.

 

R - Sim. Todos devem ser inseridos no grupo familiar, mesmo não possuindo rg e cpf, neste caso, deve-se anexar a certidão de nascimento.

 

R - Tudo vai depender da natureza da renda dessa pessoa. Citaremos aqui alguns exemplos, mas é de suma importância que você busque mais informações no anexo III do edital, pois depende da sua dinâmica familiar e como você e sua família sobrevivem.

- Aposentados/pensionistas/auxílio doença/bpc/seguro desemprego: extrato do recebimento do benefício do mês mais recente;

- Servidores públicos: contracheque dos últimos 3 meses;

- Trabalhador de carteira assinada ou por contrato: recibo de pagamento dos últimos 3 meses; ou folhas da carteira de trabalho que indica o contrato e a atualização salarial;

- Trabalhadores autônomos: declaração do imposto de renda; ou declaração de renda informal (anexo xi do edital); ou declaração emitida por contador (decore);

- Agricultores filiados ao sindicato: declaração emitida pelo sindicato indicando o valor da renda média recebida;

- Pescadores filiados ao sindicato: declaração emitida pelo sindicato indicando o valor da renda média recebida;

- Agricultores sem filiação ao sindicato: declaração de renda mensal (anexo do edital) indicando uma renda média dos últimos 3 meses;

- Pescadores sem filiação ao sindicato: declaração de renda mensal (anexo do edital) indicando uma renda média dos últimos 3 meses;

- Pensão alimentícia ou ajuda de terceiros: declaração que recebe pensão ou ajuda de terceiros (anexo III do edital).

 

R - Você deverá informar no campo da justificativa (último campo de preenchimento do questionário) como as despesas de casa são pagas e todos os membros do seu grupo familiar que são maiores de 18 anos e não possuem renda, devem preencher e assinar a declaração de maior de 18 anos sem renda (anexo IX do edital).

 

R - Não. Além da folha resumo do CAD único é necessário comprovar o valor recebido do benefício. Deverá ser anexado o extrato do benefício que indica o quanto a família recebe. Atenção, é o extrato, e não o comprovante de saque. E todos da família que são maiores de 18 anos devem preencher e assinar a declaração de maior de 18 anos sem renda (anexo IX do edital).

 

R - Não. Todas os campos de despesas devem ter documentos de comprovação anexados. caso não tenha algumas das despesas citadas, justificar. Exemplo: não possuo internet; minha água vem do poço; não pagamos aluguel, nem mensalidades escolares etc. Caso não tenha anexado todas as despesas solicitadas e não tenha justificado a ausência de pelo menos algum comprovante, o processo será indeferido.

 

R - Sim. Você deve utilizar o campo justificativa para informar quem é a pessoa cujo nome consta nos talões, que devem ser de preferência dos últimos três meses.

 

R - Você deve ler o parecer da assistente social e providenciar o que foi solicitado. Você terá direito a entrar com recurso quantas vezes forem necessárias dentro do prazo estabelecido no edital. No primeiro recurso, você poderá enviar até 3 arquivos, podendo anexar vários documentos em cada arquivo. Se não anexar todos os documentos solicitados ou não justificar a dúvida que surgiu no parecer, o recurso poderá ser indeferido novamente, cabendo um novo recurso da sua parte, desde que dentro do prazo.

 

R - Não. Você só poderá efetivar a matrícula se for deferido(a) em todas as comissões da cota que escolheu concorrer.


Dúvidas a respeito de documentos para comprovação de renda e/ou deficiência devem ser encaminhadas para o seguinte endereço eletrônico: .

SOBRE O PROCEDIMENTO DE HETEROIDENTIFICAÇÃO:

 

R - UFDPAR: Docentes, Discentes, Técnicos Administrativos da UFDPar.

UFPI: Docentes, Discentes, Técnicos Administrativos da UFPI.

 

R - Você pode solicitar recurso, uma única vez. (item 3.17 do Edital).

 

R - O candidato estará impossibilitado de realizar matrícula institucional.

 

R - A Comissão de Heteroidentificação não analisa dados documentais, apenas traços fenotípicos, no processo de heteroidentificação (item 3.10 do Edital).

 

R - Não. Você precisa apresentar resultado deferido por todas as Comissões relativos a cada exigência da cota que você inscreveu no SISU.

 

R - O candidato pode realizar a matrícula dentro do cronograma divulgado no edital.


Fim do conteúdo da página