Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Extensão
Início do conteúdo da página

Extensão

Imprimir
Publicado: Segunda, 12 de Setembro de 2016, 10h43

A Extensão Universitária vive uma fase de amadurecimento ao consolidar-se como prática acadêmica, através da execução de programas e projetos, cursos, eventos, e estágios extracurriculares que integram às atividades de ensino e pesquisa e como momento estratégico de articulação e socialização do saber. No convívio entre Universidade e Sociedade produzem-se estímulos recíprocos, mediados por situações concretas, em que a academia  olhe novas fontes e paradigmas e a sociedade encontra alternativas qualificadas para seu desenvolvimento amplo.

Ressaltamos que a Extensão na UFPI tem sido também importante captadora de recursos externos através da participação em editais nacionais.

Entendemos que a atuação nestas ações expressam uma decisão política da instituição e seu compromisso social como universidade pública, imbuída do exercício pleno da cidadania e a superação de formas de exclusão social e marginalização.

  • COORDENADORIA DE PROGRAMA E PROJETOS DE EXTENSÃO

A Coordenadoria de Programa e Projetos, parte integrante da Pró-Reitoria de Extensão, coordena atividades sob a forma de Programa e Projetos desenvolvidos pelas unidades acadêmicas e têm como princípios contribuir com a produção do conhecimento e estabelecer uma relação transformadora com a sociedade.

 

 

  • OBJETIVOS

• Articular junto às unidades de ensino da UFPI, programas/projetos que integram ações de ensino, pesquisa e extensão, conforme o interesse da comunidade;

• Cadastrar os programas/projetos de extensão executados na UFPI;

• Acompanhar e avaliar os programas/projetos de extensão através do Relatório Mensal e Semestral de atividades;

• Gerenciar os dados dos programas/projetos conforme a estratégia de cadastro, relatório mensal e semestral;

• Coordenar o Programa Bolsa de Extensão;

• Certificar os participantes de programas e projetos de extensão da UFPI;

• Acompanhar os editais e dar a publicidade devida a fim de propor novas ações extensionistas.

O Programa Bolsa de Extensão regulamentado através da Resolução nº 133/03, datada de 30 de Julho de 2003, tem como objetivo contribuir para a formação profissional e cidadã por meio da participação de estudantes de graduação no desenvolvimento de programas e projetos de extensão universitária.

 

 

  • COMO SE INSCREVER

A solicitação deverá ser feita de acordo com as normas estipuladas pelo Edital divulgado anualmente no site da Pró-Reitoria de Extensão.

Poderão apresentar propostas professores que fazem parte do quadro permanente da UFPI, com programas ou projetos de extensão aprovados nas instâncias competentes e devidamente cadastrados na Prex-CPPEx.

Após aprovação das propostas e ampla divulgação os coordenadores de programa/projetos, deverão selecionar os estudantes aos quais serão destinadas as bolsas, dentre os seguintes critérios:

• Estar regulamente matriculado em curso de graduação da UFPI, na área de conhecimento do Projeto;

• Apresentar disponibilidade mínima de 12 horas semanais, para o cumprimento das atividades do projeto, sem prejuízo das demais atividades acadêmicas;

• Estar cursando o 2º período do Curso de Graduação ou seguintes;

• Não apresentar no histórico escolar mais de uma reprovação;

• Não ser beneficiário de outro tipo de bolsas da UFPI.

  • COORDENADORIA DE CURSOS E ESTÁGIOS NÃO OBRIGATÓRIOS

A Coordenadoria de Cursos e Estágios Não Obrigatórios tem como atribuições o cadastramento e a certificação de cursos e eventos de extensão, além da elaboração de minutas de convênios e termos de compromisso de estágios não obrigatórios para alunos regularmente matriculados na UFPI.

 

 

  • CURSOS E EVENTOS DE EXTENSÃO

Cursos de extensão são atividades programadas pelos Departamentos, DCE e CAs, visando socializar os conhecimentos produzidos na Universidade, através da execução de calendário próprio e conteúdo programático pré-estabelecido. Incluídos nessa categoria estão os cursos de língua estrangeira da UFPI (inglês, francês e espanhol), oferecidos à comunidade e reconhecidos pela qualidade e acessibilidade financeira. Eventos artístico-culturais de extensão são atividades realizadas com o propósito de produzir e divulgar bens culturais e artísticos, podendo-se desenvolver em nível universitário ou não, de acordo com a finalidade visada. São exemplos de eventos: congressos, seminários, oficinas, jornadas, encontros, fóruns, ciclo de debates, exposições, espetáculos, eventos esportivos, mostras, lançamentos, concertos, olimpíadas, dentre outros.

 

 

  • ESTÁGIOS NÃO OBRIGATÓRIOS

Os estágios não obrigatórios são atividades acadêmicas supervisionadas, desenvolvidas no âmbito de instituições públicas e privadas conveniadas com a UFPI, visando à preparação do aluno para o mercado de trabalho. É atividade opcional, acrescida à carga horária regular e obrigatória do curso de graduação.

 

 

  • PROGRAMA CONEXÕES DE SABERES

O programa possui três eixos principais de atuação. O primeiro diz respeito a atuação acadêmica. Esse eixo visa um acompanhamento e qualificação dos alunos bolsistas oferecendo cursos de Direitos Humanos, Políticas de Ação Afirmativa e Metodologia Cientifica de Pesquisa. No segundo eixo é trabalhada a institucionalização do projeto, envolvendo ativamente os bolsistas em sub-projetos que estimulem o ingresso de alunos de baixa renda na universidade, e também para que a permanência desses alunos seja de qualidade. No último eixo os bolsistas são incentivados a agir como protagonistas no fortalecimento do vínculo Universidade – Comunidade.

 

 

  • EDUCAÇÃO E ARTE DE MÃOS DADAS

A arte é uma das grandes parceiras da Universidade Federal do Piauí para o desenvolvimento das atividades de extensão. A UFPI possui projetos na área artístico-culturais, a citar: o Coral da UFPI, o Quinteto de Violão e Dança Flamenca.

  • A COORDENADORIA DE AÇÃO COMUNITÁRIA E CULTURAL – CACC

Tem o objetivo de desenvolver atividades de extensão universitária aliando projetos e atividades artístico-culturais, procurando articular o ensino e a pesquisa através do fazer permitindo aos docentes e discentes envolvidos aplicar, fora dos muros da Universidade, os conhecimentos adquiridos na Academia.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página