Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - PRAEC > I Seminário Interno avalia as ações da política de assistência universitária
Início do conteúdo da página

I “Encontro de Educação Inclusiva: desafios na formação e prática docente” é realizado no Campus SHNB- - Picos.

Imprimir
Publicado: Segunda, 10 de Dezembro de 2018, 11h50

Aconteceu nos dias 03 e 04 de dezembro no Campus Senador Helvídio Nunes de Barros (CSHNB), o I "Encontro de Educação Inclusiva no Ensino Superior: desafios na formação e prática docente". O encontro é resultado do trabalho desenvolvido pela professora Isabel Cristina de Aguiar Orquiz com alunos do 4o Período do Curso de Pedagogia do Campus, em parceria com o Núcleo de Assistência Estudantil - NAE/CSHNB.

A programação contou com atividades diversas: no primeiro dia, o encontro iniciou com uma Mesa Redonda de exposição de Relatos de Experiências de 02 (dois) Discentes público-alvo da Educação Especial e um convidado,externo, deficiente. O objetivo desse momento foi a partir dos relatos de experiência de pessoas com deficiência, socializar um pouco mais de suas demandas, seus desafios e avanços frente aos obstáculos que encontram no cotidiano nos diferentes espaços públicos.

Juliana Maria de Sousa Meneses, 23 anos, deficiente física nos membros inferiores desde nascença, discente do curso de História no campus SHNB, foi uma das alunas que apresentou seu relato de experiência. A mesma é proveniente de uma localidade do município de Aoeiras (PI) e em virtude da dificuldade de acesso à escola, pela ausência dessa instituição próxima à sua residência e pela deficiência física, Juliana iniciou sua vida escolar apenas aos 15 anos, conseguindo adentrar no Ensino Superior. Seu principal desafio, porém, foi fazer sua mãe compreender que estudar era algo que ela, Juliana, gostava e queria muito mesmo com as dificuldades.

Outra estudante que apresentou seu relato foi Maria de Fátima Marques, 55 anos. Discente do curso de Matemática, Maria de Fátima adquiriu uma deficiência física aos 25 anos de idade, vítima de um acidente automobilístico na cidade de Picos (PI). Viu sua vida mudar do dia para a noite, desfez e refez amores, abandonou projetos e precisou reconstruir sonhos, encontrando na família seu principal apoio.

Outro relator da mesa foi o Sr. Francisco das Chagas Gonçalves, convidado especial. O mesmo nos prestigiou com seu relato falando de perdas e ganhos, adaptação, força de vontade, tão presentes em sua trajetória após adquirir uma deficiência física decorrente de um câncer.

Para Lucélia Costa, docente do curso de Pedagogia, “todos os relatos nos fazem perceber a necessidade do respeito, solidariedade, maior empatia a essas pessoas, contribuindo para a garantia de seus direitos, pois são pessoas que carregam em suas trajetórias de vida vulnerabilidades diversas, para além da própria deficiência”.

No primeiro dia do evento, à tarde, foram ofertadas cinco (05) Oficinas:

01 – Surdez e LIBRAS – Ministrada pela docente Nádia Fernanda Martins (UFPI, CSHNB, Letras)

02 –Inclusão e Formação Docente – Ministrada por José Francisco da Silva (Diretor Pedagógico, IFPI – Oeiras)

03 –Tecnologia Assistiva – Ministrada por Cristiana Maria dos Santos (UFPI, CSHNB, ex-acadêmica de Pedagogia)

04 –TEA/Autismo – Ministrada por Jaqueline Wanderley Dantas(Professora, SEDUC/SEMEC);

05 –Adaptações de Materiais Pedagógicos para alunos com deficiência – Ministrada pela docenteJoselma Gomes de Santos Sousa (UFPI, CSHNB, Pedagogia)

À noite, houve uma palestraintitulada “Políticas Públicas Inclusivas: Direitos e Garantias à Pessoa com Deficiência” proferida pela Drª. Silvanira Hipólito representante da Comissão da Pessoa com Deficiência OAB Subseção Picos.

No segundo dia do evento, tivemos apresentação de trabalhos sobre a temática pelos acadêmicos do 4º período de Pedagogia, UFPI, CSHNB e da Faculdade R. Sá, pela docente Maria do Socorro Rodrigues e acadêmicas do curso de Pedagogia. E, também contamos com a Exposição: Estratégias Didático-Pedagógicas para trabalhar diferentes transtornos e distúrbios de aprendizagem, de responsabilidade dos alunos do 2ª Período do curso de Pedagogia e da docente Lucélia Costa Araújo.

“Este momento foi muito oportuno porque houve troca de experiências, de conhecimento, aprendizagens diversas que certamente irão contribuir na promoção de uma educação mais inclusiva em todos os aspectos”, pontuou Karina Cardoso, Assistente Social do NAE (UFPI, CSHNB).

Outro momento significativo foi o Cine Inclusão com a exibição do Filme “O primeiro da classe” e a Amostra de Tecnologia Assistiva com materiais da UFPI, CSHNB e da Escola Estadual Landres de Sales, utilizados no Atendimento Educacional Especializado aos estudantes com diferentes tipos de deficiência.

O encerramento do encontro foi com uma mesa redonda intitulada “Experiências Inclusivas na Educação”. O momento contou com a participação de profissionais do Núcleo de Acessibilidade da Universidade-NAU/UFPI, Teresina, senhora Dilma, do Instituto Federal de Picos – PI,docente Fátima Letícia, da Secretaria Municipal da Educação de Picos, professora Maria Irene da Luz e da 9ª Gerência Regional de Educação-SEDUC, Assistente Social Maria Gabriela de Sousa Leal.       

O I “Encontro de Educação Inclusiva: desafios na formação e prática docente” realizado no Campus SHNB, representa o início de muitas ações que se pretende desenvolver em prol da pessoa com deficiência. O evento foi pensado como uma maneira de estabelecermos vínculos com instituições que compreendem a Educação Inclusiva como responsabilidade de todos e não apenas daqueles que vivem a experiência de ser um deficiente ou tornar-se um deficiente. A proposição do evento também está no repensar o processo de formação do educador que atua desde a Educação Infantil até o Ensino Superior, pensar nos espaços institucionais que temos, no atendimento que é oferecido a estas pessoas enquanto alunos/acadêmicos, pensar na formação humana, cidadã e profissional destes protagonistas de histórias marcadas por medo, preconceito, desafios e superações.E, para finalizar, o evento também foi planejado eorganizado como uma atividade de Projeto de Extensão, vinculadoà disciplina Fundamentos da Educação Especial, buscando oferecer aos acadêmicos do curso de Pedagogia maior qualidade a sua formação profissional através de uma práxis pedagógica significativa. – Docente Isabel Cristina de Aguiar Orquiz, UFPI, CSHNB, Pedagogia.

 Confira as Fotos:

IMG 20181203 WA0041 120181210111019

IMG 20181204 WA0037 120181210111453

IMG 20181203 WA0078 220181210112111

P 20181204 111358 vHDR Auto 320181210112848

P 20181204 195613 vHDR Auto 320181210114741

P 20181204 183227 vHDR Auto 320181210114905

 

 

 

Fim do conteúdo da página