Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > Assessoria Internacional informa sobre realização de permanência consular (Portugal) em Teresina
Início do conteúdo da página

Projeto da UFPI instala sistema de bombeamento de água no semiárido piauiense usando energia solar

Imprimir
Publicado: Segunda, 12 de Agosto de 2019, 17h20

No último sábado (10), foi instalado o terceiro sistema de bombeamento de água no semiárido usando energia solar. As ações são realizadas dentro do projeto de extensão "Canindé Solar", coordenado pelo engenheiro eletricista e professor do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Prof. Dr. Marcos Lira, com apoio do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Energia Solar (GIPES) da UFPI. Por meio do projeto, a UFPI leva resultados práticos de pesquisas às comunidades rurais, contribuindo de modo sustentável as condições de vida.

energia solar 220190812171422

Sistema de bombeamento de água no semiárido piauiense usando energia solar

O projeto, que leva energia solar para bombear água de poços para uso na agricultura familiar, já beneficiou os municípios de Oeiras e José de Freitas. No final de agosto será instalado em Santo Inácio do Piauí e nos próximos meses em Campo Maior e Picos. Ao todo serão instalados 10 sistemas, beneficiando, assim, entre 50 e 80 famílias de forma direta, além daquelas que, através de capacitação, também serão beneficiadas.

Segundo o Prof. Dr. Marcos Lira, a instalação completa é toda custeada pelo projeto. Ele explica o critério de escolha do município que irá receber o sistema de bombeamento.

energia solar 120190812171238

Prof. Dr. Marcos Lira durante instalação de sistema de bombeamento

“Damos preferência para localidades que estejam na zona rural, dentro do semiárido piauiense. Uma condição importante é que esse poço que vai ser alimentado com energia solar, não tenha alimentação de energia de forma convencional. Outra condição é que a água desse poço seja utilizada para beneficiar uma comunidade, ou seja, para a agricultura familiar. O projeto é oriundo de um recurso de uma emenda parlamentar de autoria da senadora Regina Sousa, e além das ações que são exatamente as instalações desses sistemas, está prevista uma etapa de capacitação exatamente para treinar a comunidade para utilizar esses sistemas. Então tem uma parte também de apropriação tecnológica por parte dessas comunidades beneficiadas”, destaca.

energia solar 320190812171606

A pesquisa sobre energia solar para bombeamento de água no semiárido piauiense tem como parceiras as seguintes instituições: IFPI, EMATER, Instituto Piauí Solar, Secretaria de Agricultura dos municípios e sindicatos dos trabalhadores rurais. A iniciativa nasceu do anseio do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Energia Solar (GIPES) em querer levar à comunidade tecnologias de convivência com o semiárido de forma sustentável. O projeto teve início em novembro de 2018 e deve prosseguir até setembro de 2020.

energia solar 420190812171728

Para o Reitor da UFPI, Prof. Dr. José Arimatéia Dantas Lopes, as universidades federais têm um papel social importantíssimo assim como na contribuição do desenvolvimento da região onde estão inseridas e isso não é diferente com relação à UFPI. “Nós temos desde quando assumimos a Reitoria, procurado fazer com que a universidade saia dos seus muros e vá até a comunidade, e também trazendo mais a comunidade para dentro da universidade. E nesse sentido de levar a universidade até a comunidade nós fazemos isso de várias formas, como através de projetos de extensão como este, levando conhecimento gerado dentro da universidade para promover o bem-estar social e melhoria da qualidade de vida da população”, avalia.

energia solar 520190812171821

O Prof. Marcos Lira destaca, ainda, o quanto projetos dessa natureza são importantes para a formação dos alunos. “Nesse contexto a UFPI tem um papel essencial, porque essa capacitação que os nossos alunos de graduação têm ao logo das disciplinas que eles estudam na Engenharia Elétrica, eles colocam isso em prática e isso é extremamente importante para a formação desses profissionais que entrarão no mercado. Esses alunos hoje são plenamente capacitados para fazer uma instalação dessa em qualquer lugar do Brasil. É a UFPI levando tecnologias sustentáveis de convivência no semiárido. Então, isso tem um viés de extensão, tem um viés de pesquisa, ou seja, aquilo que se faz dentro da universidade sendo levado para o benefício das comunidades e para a melhoria das condições de vida dessas populações".

energia solar 620190812171958

Fim do conteúdo da página