Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > Colégio Técnico de Floriano divulga Edital de Remoção Interna de Docente
Início do conteúdo da página

Reitor participa de reunião com Frente Parlamentar pela Valorização das Universidades Federais, em Brasília

Imprimir
Publicado: Sexta, 11 de Agosto de 2017, 14h43

reuniao reitor congresso 1

Reitor da UFPI (ao centro) compondo a mesa durante a reunião realizada no Congresso

O Reitor da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e Vice-Presidente da Andifes, Prof. Dr. José Arimatéia Dantas Lopes, participou na manhã dessa quinta-feira (10), de uma reunião com a Frente Parlamentar pela Valorização das Universidades Federais, realizada no Congresso, Plenário 14. A reunião teve por objetivo discutir a situação das universidades diante dos cortes no orçamento e da restrição no valor designado para investimentos realizados pelo governo.

reuniao reito congresso

Durante reunião realizada no plenário do Senado

A criação da Frente Parlamentar Mista pela Valorização das Universidades Federais é uma iniciativa dos reitores das universidades federais e foi criada em 11 de março de 2015 com o objetivo debater meios para avançar o sistema das universidades federais e superar desafios através da interlocução permanente entre a academia e o parlamento.

presidente

Ao centro o presidente da Andifes, Emmanuel Zagury Tourinho (UFPA). Ao lado dele, o Deputado Angelim (Acre). Presidindo a reunião, a Deputada Margarida (ex-reitora da UFMG), ao lado dela a Senadora Fátima (Rio Grande do Norte)

Para o Prof. Dr. José Arimatéia Dantas Lopes, a reunião da Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Federais, que é presidida pela deputada Margarida Salomão, foi bastante positiva. “A reunião contou com a presença de diversos parlamentares e com representantes da Andifes e de outras entidades que defendem o ensino superior público, e a pauta era a discussão dos cortes de orçamento ocorridos nos últimos anos nas universidades federais. E essa frente parlamentar se coloca à disposição para lutar pela garantia do financiamento público das universidades federais, que são um patrimônio do povo brasileiro e desempenham um papel primordial na educação, na pesquisa e até para a segurança nacional. O futuro de nosso país está atrelado ao futuro de nossas universidades. Já passamos por crise semelhante e superamos. Vamos vencer essa também”, explica.

Segundo o estudo feito pela Associação Nacional de Instituições Federais de Ensino Superior (ANDIFES), aponta para um corte de 30% no valor total para custeio liberado às universidades e instituições federais de ensino técnico, além da restrição de 60% no valor designado para investimentos.

une

Reitor com a nova presidente da UNE (Marianna Dias) e os reitores Emmanuel Tourinho (UFPA) e Rui Oppermann (UFRGS)

No total, segundo a Andifes, R$2,1 bilhões estão retidos pelo governo federal. Além do valor retido em 2017, o orçamento previsto para o ensino técnico e superior federal já havia sido reduzido na ordem de 11% entre 2016 e 2017.

quadroandifes

O Reitor destaca, também, que “um dos pontos que será encaminhado para o Congresso é a alteração da meta fiscal. Alguns parlamentares defendem essa alteração, desde que isso seja feito no sentido de beneficiar a Educação”, disse. 

Confira as decisões tomadas na reunião com a Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Federais:

- Lutar pela queda da Emenda Constitucional (EC) 95, que impõe um teto de gastos ao orçamento por 20 anos;

- Trabalhar para derrubar o veto do Presidente que retira da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) a prioridade às metas do PNE;

- Revisar a meta fiscal e discutir para que ela seja vinculada à liberação de recursos para as Universidades Federais e para a Ciência, Tecnologia e Inovação e

- Trabalhar pela destinação de emendas de bancada para a educação e pesquisas.

Fim do conteúdo da página