Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > Bom Jesus > PUBLICAÇÕES - Bom Jesus
Início do conteúdo da página

Educação Alimentar é tema de palestra no mestrado de Nutrição

Imprimir
Publicado: Quarta, 11 de Julho de 2012, 05h38

Aconteceu na última sexta-feira (6) no Auditório Profª Francisca Elima Cavalcante Luz, do Departamento de Nutrição da Universidade Federal do Piauí, a palestra "Estudos de Avaliação de Efetividade de Programas de Intervenção em Base Escolar para Modificação de Hábitos de vida com foco na Alimentação". A exposição foi ministrada pelo Prof. Dr. Robespierre Queiroz da Costa Ribeiro, consultor científico do International Life Sciences Institute - ILSI- Brasil. A palestra marcou o encerramento da disciplina Seminário I, do Programa de Pós-Graduação em Ciências dos Alimentos - PPGAN.

Estiveram presentes na mesa de abertura da palestra os professores Dr. Robespierre Queiroz, Drª. Marize SantosPós Drª. Regilda Saraiva - também coordenadora do PPGAN, , e a diretora executiva da ILSI-Br, Drª Mariela Weingarten.

  • International Life Sciences Institute - ILSI - Brasil

Os representantes do ILSI-Brasil vieram a Teresina com o objetivo de acompanhar as atividades do projeto e na oportunidade fizeram uma apresentação do Instituto.

Dando início às palestras, a Drª Mariela Weingarten apresentou a associação sem fins lucrativos ILSI. Criado em 1978, o instituto possui sede em Washington nos Estados Unidos, e com seções regionais na América do Norte, Argentina, Austrália, Brasil, Europa, Japão, México e Sudeste Asiático. O ILSI é afiliado à Organização Mundial de Saúde (OMS) e é órgão consultivo da ONU para alimentação e agricultura (FAO).

O ILSI, na década de 70, tinha como objetivo estudar a segurança relacionada a cafeína. Atualmente, atua em diversas áreas ligadas à nutrição, segurança alimentar, toxicologia e avaliação do risco alimentar e ambiental. Segundo a diretora executiva, "o instituto contribui para que as empresas fabriquem produtos mais saudáveis e seguros, e também que governo forneça orientações práticas e objetivas, a fim de garantir a segurança alimentar e a saúde pública".

  • Projeto: "Avaliação de um programa de educação saudável para estudantes da rede pública de ensino de Teresina - PI"

Na oportunidade, a professora do curso de Nutrição e do PPGAN, Drª. Marize Santos, apresentou o projeto "Avaliação de um programa de educação saudável para estudantes da rede pública de ensino de Teresina - PI".

Profesora Marize com os alunos da Escola Bezerra de Meneses, situada no bairro Matinha, zona norte de Teresina

O projeto é organizado pela professora e desenvolvido em conjunto com os alunos da graduação, e os professores Dr. José Ivo dos Santos Pedrosa e Drª. Adriana de Azevedo Paiva. Para a realização do trabalho é utilizada uma metodologia dinâmica, divertida e participativa com os estudantes das escolas, como por exemplo, a realização "Feiras de Alimentos Saudáveis", com a finalidade de levar o conhecimento sobre a importância de uma alimentação saudável para o crescimento das crianças, além de mudar os gostos alimentares dos alunos.

Foram selecionadas quatro escolas da zona norte de Teresina, com alunos de 09 a 14 anos, matriculados no ano de 2011/2012. Ele já está em fase final, envolveu dez bolsistas de iniciação científica, sendo 04 do ILSI e 06 da UFPI/CNPq.

Desenvolvido desde o ano passado e financiado pelo ILSI - Brasil, o projeto foi selecionado pelo Instituto como o melhor projeto dentre 25 concorrentes no país, com o prêmio de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais). Segundo a professora Marize, "esse projeto é de suma importância para a conscientização de uma boa alimentação e cuidados com nossa a higiene. Os alunos precisam saber quais alimentos fazem bem à saúde, sobretudo nessa fase de crescimento".

Marize Santos ressaltou que o prêmio foi de grande importância, não apenas para o grupo enquanto pesquisadores, mas também para os alunos de graduação que tiveram a oportunidade de participar um projeto de pesquisa envolvendo adolescentes de escolas públicas municipais, como para as escolas e alunos que carecem de informações na área de alimentação e nutrição.

  • A palestra "Estudos de Avaliação de Efetividade de Programas de Intervenção em Base Escolar para Modificação de Hábitos de vida com foco na Alimentação"

Robespierre Queiroz deu início a sua palestra falando sobre os fatores de risco para ocorrência de doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs) e mortes, como as dislipidemias, consumo de álcool, tabagismo, diabetes, hipertensão, obesidade abdominal, consumo irregular de vegetais e fruta. Além de enfatizar sobre doenças cardiometabólicas no início do ciclo de vida, sobre a importância da prática de atividades físicas, hábitos de vida saudáveis e os problemas causados com sedentarismo.

O consultor cientifico do ILSI abordou também sobre as doenças cardiovasculares (DCVs), e ressaltou que há uma boa e uma má notícia sobre essa questão. A má é que as DCVs são responsáveis por 30% dos óbitos no mundo, e destes 80% ocorrem nos países em desenvolvimento. Ele citou como exemplo o Brasil, representando 33%, ou seja, a cada 3 óbitos, 1 é devido a essas doenças. A boa notícia, segundo ele, é que essas doenças são preveníveis.

Robespierre Queiroz apresentou dois programas de modificação do estilo de vida direcionada ao excesso de peso em escolares, um estudo patrocinado quase que integralmente pelo ILSI, o Agita Galera e Tire 10!. São utilizadas na realização dos trabalhos brincadeiras interativas na sala de aula, paródias, exercícios em várias disciplinas (como exemplo, matemática e português), sempre incentivando a prática esportiva e o consumo de alimentos saudáveis.

Segundo o professor as crianças que ficam muito tempo sentado em frente ao computador e da TV apresentam maior índice de obesidade, menor desempenho acadêmico e maior chances de distúrbios psicológicos. E que esses projetos objetivam a inserção do tema "atividade física", no meio escolar, além de levar o conhecimento sobre os benefícios de um estilo de vida ativo aos jovens e que ao conhecer a mensagem possam ter consciência da importância da atividade física e reduzir o comportamento sedentário.

Como resultados foram expostos pelo consultor cientifico que o programa Tire 10! foi altamente efetivo, nas escolas inseridas, em descolar os escolares para estágios de comportamento mais saudáveis, modificando hábitos alimentares, atividade física e tempo gasto em comportamentos sedentários. E que o projeto possui grande potencial para redução de incidências e prevalência do excesso de peso infantil e suas futuras comobirdades.

 

Fim do conteúdo da página