Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - SCS > SCS promove sessão pipoca “A Arte do Design”
Início do conteúdo da página

Instagram da UFPI atinge a marca de 16 mil seguidores

Publicado: Quinta, 28 de Janeiro de 2016, 11h12

As redes sociais apontam um novo cenário para as instituições. Elas são responsáveis por transformações significativas nas relações sociais e familiares. Atualmente o ambiente de trabalho se adapta a essa nova realidade, que rompe barreiras geográficas e tornam mais velozes as trocas de comunicação entre as pessoas, oferecendo mais facilidade no compartilhamento de informações. Com esse objetivo, a Universidade Federal do Piauí (UFPI) por meio da Superintendência de Comunicação Social (SCS), procura promover o diálogo e a proximidade com a comunidade acadêmica pela ferramenta instagram, que hoje atinge a marca de mais de 16 mil seguidores.

Com foco em imagens, o instagram é uma mídia social adquirida pelo Facebook em 2012, e vem ganhando bastante relevância no Brasil. E na UFPI essa mídia social é administrada pela social mídia e bolsista da Coordenadoria de Comunicação Social da Instituição, Andressa Sipaúba, explica que para manter a linha institucional, o instagram segue o trabalho de assessoria de imprensa. Na ferramenta são publicadas as notícias que vão para o site, divulgação de eventos, palestras, publicação de calendário, eventos voltados para a universidade com conteúdo mais leve possível para que todos tenham entendimento.

andra.jpg

 

Andressa Sipaúba, social mídia e bolsista da Coordenadoria de Comunicação Social da UFPI

“A minha primeira ideia para dinamizar o instagram foi há mais ou menos um ano atrás, quando resolvi postar os cardápios oferecidos pelo Restaurante Universitário (R.U.). Os estudantes tinham dificuldade de entrar no site e, a maioria, entrava pelo celular, e com as postagens no instagram a velocidade com que eles têm acesso é bem mais rápida e eficaz”, afirma a estudante de Jornalismo da UFPI.

A rede social de uma instituição federal como a Universidade Federal do Piauí, trabalha com a informação de forma leve, adequando-se a uma linguagem apropriada, fazendo uso da leveza e do bom humor, respeitando a diversidade e a cidadania.

DSC 0357

Coordenador de Comunicação Social da UFPI, Maurício Santana

O Coordenador de Comunicação Social da UFPI, Maurício Santana, destaca que hoje já é comum às universidades usarem esse tipo de ferramentas de divulgação da mídia social. “Não só entre as universidades com também os ministérios e instituições federais. O que é melhor é essa contribuição, a troca de informações, desde o estudante que repassa informação do problema que está acontecendo, ao ministério que lança uma campanha. Então, as redes sociais são necessárias nas instituições e elas têm uma atuação forte por conta desse feedback", disse o coordenador.

 

JAC-NEW.jpg

Superintendente de Comunicação Social da UFPI, Profª Drª Jacqueline Lima Dourado

Para a Superintendente de Comunicação Social da UFPI, Profª Drª Jacqueline Lima Dourado, quanto à importância dessa rede social para a Instituição, coloca que um dos compromissos ao assumir a Superintendência de Comunicação foi tentar melhorar o acesso à comunicação. “A proposta da Superintendência foi tentar unir os diversos setores que trabalham na área da comunicação, e, dentro dessa união tentar otimizar o acesso e a visibilidade das informações da UFPI. Para a informação chegar até o tecnico-administrativo, ao professor, ao estudantes e aos demais componentes da comunidade universitária recorremos às plataformas  de Internet que facilitam e aceleram a conexão entre as redes (grupos) sociais &n dash; chamadas redes sociais”.

A Universidade conta atualmente com os seguintes dispositivos de comunicação: instagram, facebook, flickr, twitter, webtv (experimental), site da UFPI, e Rádio FM Universitária. “O instagram que começou de forma lenta, hoje atinge mais de 16 mil seguidores. Ele está sendo uma ferramenta muito boa de trabalhar com a informação imediata juntamente com o facebook”, afirma Jacqueline, “utilizando uma linguagem mais leve, com um trabalho de arte, criação, fotográfico e em vídeo, oferece uma capacidade dialógica ágil. A crítica e o elogio são rápidos. Podemos medir erros e acertos de forma imediata. Fazer correções bem rápidas”, finaliza.

Fim do conteúdo da página