Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - PARFOR
Início do conteúdo da página

Descobrimento do Brasil | 22/04

Imprimir
Publicado: Quarta, 22 de Abril de 2020, 10h06

 

 

 

 

Oficialmente 22 de abril é comemorado o dia do “descobrimento do Brasil” pela expedição de Pedro Álvares Cabral, no ano de 1500. Entretanto, quando os portugueses chegaram ao território brasileiro pela primeira vez, o país já era habitado pelos índios. É por isso que os historiadores consideram mais apropriado falar da “chegada dos portugueses” ou “achamento do Brasil”.

Entre conquistas e desafios, já são 520 anos de história!

E se quisermos fazer do nosso país uma grande nação, devemos continuar lutando por mais investimentos em educação, com vistas à superação dos obstáculos para o alcance das mudanças sociais.

Que o dia de hoje seja de reflexão sobre a emergência da mudança!

A propósito desta temática, o professor formador do curso de História do Parfor/UFPI, Mairton Celestino, faz uma excelente explanação:

 "Capítulo importante no expansionismo das monarquias católicas europeias de fins do século XV e início do séc. XVI, a conquista das Américas moldaria, radicalmente, a maneira como o homem moderno veria o mundo e o outro. Nesse ambiente de redescoberta de si e do outro,  a mundialização da cultura, mediada pelas viagens ultramarinas, não só conectariam mundos distintos, mediante intensas trocas comerciais, como também forjariam novas relações de poder fortemente hierarquizadas. É nesse aglomerado de ideias novas, típicas da era moderna, que Pedro Alvares Cabral atraca suas caravelas naquilo que seria mais tarde denominado de terras de Santa Cruz. Como afirmou um consagrado historiador brasileiro, a visão idílica que cercava a mentalidade portuguesa da época logo seria substituída pelo desejo da conquista, da exploração dos produtos da terra e, somente depois de 1530, uma efetiva política de povoamento, as assim definidas concessões sesmariais.  

    Durante pouco mais de um século, os portugueses e luso-brasílicos - filhos de portugueses nascidos nas Américas - mudariam a paisagem mediante uma intensa ação de contatos, guerras e de exploração da mão de obra indígena. Conscientes do potencial das novas terras, os portugueses unem Europa, África e Brasil na mais lucrativa rede comercial dos séculos XVII ao XVIII baseada, sobremodo, na compra e venda de grupos étnicos escravizados da África para as Américas. Nos seus primeiros 300 anos de história, o Brasil passaria por verdadeiros ciclos econômicos, iniciando com a produção da cana de açúcar, extração aurífera nas Minas Gerais e, já na passagem do século XIX para o XX, com as plantações de café. 

    Quais as lições desses mais de 500 anos de história do Brasil? O passado nos pertence, não pertencemos ao passado. Os males da nação precisam ser constantemente lembrados para que os seus erros sejam evitados. É, portanto, diante dessa mensagem de ressignificação do presente a partir das experiências do passado, que devemos, hoje, repensar nossas tradições políticas, em geral autoritárias, nossos processos de exclusão social, marcadamente hierarquizados por fatores de classe, raça e gênero e, por fim, o caráter concentrador das riquezas. Caso o passado nos pertença, o Brasil de hoje tem um oportunidade incrível de redefinir seu destino olhando para os erros do passado".

  Quer saber mais?

Livros e textos em PDF:

Alegres Trópicos: Gonneville, Thevet e Léry

O Front Brasileiro na guerra verde: Vegetais

Centros e Periferias no Mundo Luso

Tupis, Tapuias e Historiadores

Carta de Pero Vaz de Caminha

Vídeos e Filmes:

Aula 01 | Introdução às interpretações do Brasil | Prof. Fernando Novais

https://www.youtube.com/watch?v=htQngEmOxfI&feature=youtu.be

Brasil e África no Atlântico Sul – Luiz Felipe de Alencastro (Parte I)

https://www.youtube.com/watch?v=zPN7v7rMj6g&feature=youtu.be

Brasil e África no Atlântico Sul – Luiz Felipe de Alencastro (Parte II)

https://www.youtube.com/watch?v=h12fGpmi964&feature=youtu.be

Brasil no Olhar dos Viajantes – Episódio 1

https://www.youtube.com/watch?v=k-tb3oV8kgg&feature=youtu.be

Site:

https://ensinarhistoriajoelza.com.br/

Livros – indicação por Capa:

Na trama das Redes

 

O trato dos viventes: Formação do Brasil no Atlântico Sul

 

A colonia em movimento

 

Religião como tradução

 

Metamorfose indígenas: Identidade e cultura nas aldeias coloniais do Rio de Janeiro

 

A formação da Elite Colonial

 

Oráculos: da Geografia Iluminista

 

O governo das conquistas do norte

 

O selvagem e o novo mundo

Livros, vídeos e filmes sugeridos pelos professores formadores: Francisco Alcides do Nascimento, Mairton Celestino da Silva e pela professora formadora Isa Maria dos Santos.

 

Fim do conteúdo da página