Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - PARFOR > Do Parfor/UFPI para o doutorado em Educação e Inclusão Social na UFMG
Início do conteúdo da página

Do Parfor/UFPI para o doutorado em Educação e Inclusão Social na UFMG

Imprimir
Publicado: Quarta, 20 de Novembro de 2019, 11h32

 

A professora Elayne Cristina Rocha Dias, egressa da primeira turma do curso de Licenciatura em Geografia do Parfor/UFPI em 2010, foi aprovada para o doutorado em Educação e Inclusão Social na mesma instituição de estudo na qual concluiu o Mestrado em Educação e Docência, a Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG.

“O curso tem o objetivo de habilitar nós professores para atuarem na docência da educação básica. Além disso, estimula a realização de pesquisas na área educacional, a construção de saberes e mudanças em minha prática pedagógica, isto se deve ao fato do ensino de qualidade durante o período do curso”, afirmou a professora sobre a importância da realização do curso pelo programa.

Elayne Cristina enfatiza que a decisão de seguir na carreira de mestrado e doutorado justifica-se pela continuação dos estudos e pesquisas estimuladas pelos professores durante o curso de Geografia do Parfor na perspectiva da temática de inclusão e ensino.

Asociación de Universidades Grupo Montevideo (AUGM) é uma rede de universidades públicas e autônomas da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai que, por suas semelhanças em termos de vocações, públicos, estruturas acadêmicas e níveis de serviços, desenvolvem atividades de cooperação. A AUGM realiza um evento intitulado XXVII Jornada de Jovens Investigadores, que reúne anualmente centenas de pesquisadores das várias universidades membro da associação.

E esse ano o evento ocorreu na Universidade Federal de São Carlos UFSCAR, na qual a pesquisa de mestrado da professora Elayne Cristina ficou em terceiro lugar na seleção interna na UFMG. A pesquisa tem como titulo “O processo de ensino-aprendizagem de Língua Portuguesa por parte de crianças Surdas na escola comum: desafios na rede pública de ensino de Belo Horizonte – MG”. Segundo Elayne, a participação nesse evento contribui para a promoção do desenvolvimento interpessoal e científico.

A professora Glória Ferro, coordenadora geral do Parfor na UFPI, destacou a importância dos professores formados através do programa prosseguirem para a pós-graduação porque a busca pelo desenvolvimento profissional possibilita mais investimento na melhoria da qualidade da educação básica. Por isso, nós estimulamos os cursistas a fazerem investimentos na formação continuada, concluiu.

Fim do conteúdo da página