Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UNASUS > Aula inaugural da Especialização em Saúde da Família e Comunidade
Início do conteúdo da página

Aula inaugural da Especialização em Saúde da Família e Comunidade

Imprimir
Publicado: Quinta, 12 de Março de 2020, 16h46

1 noticia20200310152705

A Universidade Federal do Piauí, por meio da Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS) e Núcleo de Estudos, Pesquisas e Extensão em Educação Permanente para o SUS (NUEPES) iniciou na sexta-feira (06), o calendário de atividades do Curso de Especialização em Saúde da Família e Comunidade. Aula inaugural aconteceu no auditório Conselho Regional de Medicina (CRM), em São Luís – Maranhão.

2 noticia20200310154023

 

A mesa de honra do evento foi composta pela Co-anfitriã do evento e Coordenadora Executiva da UNASUS-UFPI, Profa. Dra. Lis Cardoso Marinho Medeiros, Profa. Dra. Zulmira Lúcia Oliveira Monte, Coordenadora do Curso de Especialização em Saúde da Família e Comunidade UNASUS-UFPI; Dayana Dourado de Oliveira Costa, Diretora da Escola de Saúde Pública do Maranhão e representando o Secretário de Estado da Saúde do Maranhão; Adriana Lima dos Reis Costa, Coordenadora do Curso de Medicina da UFMA, Tutora do Programa Mais Médicos (MA) e representando a Supervisão do Programa Mais Médicos do Maranhão; Ana Emília Figueiredo de Oliveira, Diretora da DINTE - Diretoria de Tecnologias na Educação da UFMA; Coordenadora Geral da UNASUS/UFMA.

3 noticia20200310154023

A turma é composta por 141 alunos na categoria médica do Programa Mais Médicos. O curso de especialização tem o objetivo de ampliar a cobertura da atenção básica em saúde, ao aliar os princípios do Sistema Único de Saúde de Integralidade, equidade, universalidade, descentralização, hierarquização, comando único e participação popular.

10 notocia20200310154022

O Reitor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Prof. Dr. José Arimateia Dantas Lopes gravou, uma mensagem de boas-vindas aos estudantes Curso de Especialização em Saúde da Família e Comunidade, que iniciam mais um semestre letivo. O vídeo foi produzido pela equipe da Superintendência de Comunicação Social da UFPI. “Desejamos a todos os médicos/alunos, que consigam concluir este curso de forma exitosa, e que esta capacitação reflita na boa qualidade do atendimento médico, dispensado por cada um de vocês, a seus pacientes. Um excelente curso a todos!”, disse o reitor.

5 noticia20200310154022

De acordo com a Coordenadora Executiva da UNASUS-UFPI, Profa. Dra. Lis Cardoso Marinho Medeiros, o projeto acadêmico é resultado da cooperação técnica entre as instituições e tem o objetivo de fortalecer o Sistema Único de Saúde, a partir da expansão do número alunos presentes nos serviços ofertados pela rede pública de saúde. “Nós formamos os médicos do Piauí e agora o Ministério da Saúde nos convida a forma os médicos do estado vizinho, então isso é uma validação da qualidade dos serviços que estamos prestando nessa formação médica, no que se refere à saúde das famílias e das comunidades, fortalecendo e articulando o ensino, serviço e comunidade com a intenção de qualificar profissionais numa perspectiva interdisciplinar e interinstitucional”, explica.

6 noticia20200310154022

Profa. Dra. Zulmira Lúcia Oliveira Monte, Coordenadora do Curso de Especialização em Saúde da Família e Comunidade UNASUS-UFPI, dá boas vindas aos estudantes e comemora a expansão da especialização unindo profissionais de diferentes regiões do Piauí e Maranhão. “É uma satisfação que é para Universidade Federal do Piauí, por meio do Núcleo de Estudos, Pesquisas e Extensão em Educação Permanente para o SUS (NUEPES), de estar coordenando mais esta oferta de 141 médicos ligados ao Programa Mais Médicos e desenvolvendo atividades no estado do Piauí (em menor quantidade) e no Maranhão”, comemora.

7noticia20200310154022

Dayana Dourado de Oliveira Costa, Diretora da Escola de Saúde Pública do Maranhão e representando o Secretário de Estado da Saúde do Maranhão, destaca a iniciativa da UFPI em formar profissionais. “O Governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde e Escola de Saúde Pública sentem-se muito honrados terem sidos convidados para participar desta ação. O Governo do Estado entende que o Maranhão, é um dos estados da federação, que possui a menor relação médico por habitante e nós precisamos modificar isso. Nós entendemos que a formação médica favorece a melhoria dos indicadores. Nós precisamos que vocês se atualizem e se fixem no Estado. Nós ficamos muito felizes em pela iniciativa da UFPI em proporcionar este curso”.

8 noticia20200310154022

Adriana Lima dos Reis Costa, Coordenadora do Curso de Medicina da UFMA, Tutora do Programa Mais Médicos (MA) e representando a Supervisão do Programa Mais Médicos do Maranhão. Descreve que a especialização é importante para parcerias e qualificações. “Essa nova parceria com o Piauí é uma oportunidade muito grande. Vocês que estão na atenção básica terão uma grande oportunidade de desenvolver suas capacidades e competências através deste curso. A UFMA está aqui com vocês, também, participando deste processo”, afirma.

9 noticia20200310154022

Ana Emília Figueiredo de Oliveira, Diretora da DINTE - Diretoria de Tecnologias na Educação da UFMA; Coordenadora Geral da UNASUS/UFMA, fala da importância da especialização como trocas de experiências “É uma grande satisfação estar aqui e para nós é uma satisfação muito grande vê todo avanço da Universidade Federal do Piauí tem feito nestes últimos anos e agora chegando aqui no Maranhão”, explica.

10 notocia20200310154022

Lucas Paszoaldo Viana Nogueira, médico da área Saúde da Família pelo Programa Mais Médicos, trabalha há quatro meses na região dos lagos, no município de Penalva fala da importância da especialização para fazer uma interface entre ensino e serviço. “Meu objetivo é aprimorar os conhecimentos na área de Saúde da Família, direcionando sempre para população mais carente que é a nossa área de atuação no Maranhão, principalmente na baixada onde fica a população mais vulnerável do estado”, disse.

11 noticia20200310154022

A médica clínico geral, especialista em Saúde Mental e no momento faz parte do Programa Mais Médicos e trabalhando no município de Bacabeira, Tainã Ktrine Lopes do Vale, observa o curso como uma forma de capacitar os profissionais para atender a população de forma mais qualificada. “Minha expectativa é melhorar a Saúde Primária, pois a atenção básica é extremamente importante tanto quanto as outras, mas principalmente que é melhor prevenir do que remediar e fazendo este curso é uma forma de abrir um leque de oportunidades para os profissionais perceberem a importância da Atenção Primária”.

A especialização em saúde da família e comunidade terá carga horária de 450 horas/aula e subdivida em 07 (sete) áreas didáticas mais a defesa do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), que obrigatoriamente será um Projeto de Intervenção, com 90 horas, com duração de 12 meses.

Contexto histórico da Saúde da Família Pública é destaque na aula inaugural

12 noticia20200310154022

A história e a importância da Saúde das famílias e das comunidades foram destacadas pelo médico Sanitarista, Dr. Marco Antônio Gomes Perez, durante aula inaugural.

“A ideia é mostrar para os médicos que estão na especialização e demonstrar porque estamos aqui discutindo saúde da família e de onde vem este conceito e por onde passou. A proposta é fazer um resgate histórico da conquista do direito universal à saúde no Brasil e como a saúde da família vem se tornando um modelo para Atenção Primária em Saúde”, explica.

Ao destacar a história da Saúde da Família Pública e as mudanças ao longo dos anos, Marco Antônio Gomes Perez lembrou que trabalhar com Atenção Primaria é muito além de doenças. “Os profissionais irão tratar de pessoas que adoecem. Isso é um enorme desafio. Vocês vão ter a oportunidade de entender o adoecimento dessas pessoas no contexto social em que elas vivem. Fazer a Medicina da Família e Comunidade é saber entender não só a doença, mas também no social”, explica.

14 noticia20200310154022

Abordando o modelo de atenção centrado na pessoa, Marco Antônio, explicar que os existe uma interação entre a realidade de vida do cidadão e o serviço de saúde. “Na Atenção Primaria, a realidade de vida do cidadão, a assistência individual, educação, promoção à saúde, as ações preventivas e abordagens de risco são trabalhados juntos numa relação entre realidade de vida no território e serviço de saúde. É essa intervenção que vocês vão fazer no território e vão poder suscitar a melhor qualidade de vida das pessoas que vão ser clientes e usuário do sistema”, disse.

A aula inaugural teve transmissão simultânea on-line e oportunidade de participação ao vivo

15 noticia20200310154022

As turmas de Teresina e São Luís do Maranhão da Universidade Federal do Piauí participaram da aula inaugural com transmissão simultânea on-line e oportunidade de participação ao vivo para todos os alunos matriculados.

16 noticia20200310154022

A transmissão reuniu a equipe de tecnologia e acadêmica da UNASUS para tirar todas as dúvidas dos alunos. Em seguida, Profa. Dra. Zulmira Lúcia  Oliveira Monte e ministrou palestra sobre O Curso de Especialização. “A proposta do Curso é promover uma integração e contribuição com os serviços de saúde, além de ser uma especialização comprometida com o SUS e com o Trabalhador do Sistema”, explica.

17 noticia20200310154022

Além disso, durante a aula inaugural, foi destacada a função de cada tutor responsável pelas turmas. De acordo com a coordenadora de Tutoria do Curso, Profa. Ms. Apolonia Maria Tavares Nogueira, a função do Coordenador é organizar, planejar e acompanhar as ações dos Tutores. “Vou acompanhar as problemáticas que as tutoras irão encontrar em relação aos contatos com os alunos, organização de pessoal e das aulas. Sempre que elas encontrarem uma dificuldade, vou realizar um ponte, uma interação com dos tutores com a Coordenação do Curso, explica.

Apresentação do SIGAA para o Estudante da Especialização

18 noticia20200310154021

Com o objetivo de promover o melhor uso do Sistema Integrado de Gestão de Atividade Acadêmicas (SIGAA) e estreitar laços entre a UFPI e novos alunos, durante a aula inaugural, foi apresentado o ambiente virtual, a transmissão das aulas e explicou como a plataforma de navegação SIGAA-UFPI funciona.

19 noticia20200310154021

De acordo com o Chefe da Divisão de Banco de Dados e Analista de TI, Taison Martins Almeida, o Sigaa permite um acesso integrado de sérvios personalizados e área exclusiva para alunos e docentes. “O sistema é um ambiente intuitivo para acessar todos os dias em qualquer lugar e quando quiserem, pelo computador, smartphones, IOS, tablets e etc”.

Fim do conteúdo da página