Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > Resultado da Prova de Títulos da seleção para professor de Farmácia
Início do conteúdo da página

Ciência sem Fronteiras: Alunos da UFPI realizam intercâmbio na Espanha

Imprimir
Publicado: Quarta, 11 de Abril de 2012, 09h22

Um grupo de alunos da Universidade Federal do Piauí (UFPI) embarcou recentemente para a Espanha. Eles realizam intercâmbio na Universidad de Barcelona, um dos mais antigos e renomados centros de ensino superior da Europa. Ana Lívia Castelo Branco, estudante do curso de Enfermagem, Sílio Lima e Francisco Marcos Costa, alunos do curso de Bacharelado em Química, participam do ‘Ciência sem Fronteiras', um programa que visa propiciar a formação de recursos humanos qualificados nas melhores universidades e instituições de pesquisa estrangeiras.

O programa promove a internacionalização da ciência e tecnologia nacional, estimulando estudos e pesquisas de brasileiros no exterior, inclusive com a expansão significativa do intercâmbio e da mobilidade de graduandos e graduados. A iniciativa é fruto de esforço conjunto dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento - CNPq e Capes -, e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

Francisco Marcos acredita que aprenderá novas técnicas no intercâmbio.

Aluno do 9º período do curso de Bacharelado em Química, Francisco Marcos Costa conta que ficou sabendo do programa Ciência sem Fronteiras através do site da UFPI. "Passei por uma seleção e fui aprovado. Acredito que essa passagem por uma universidade do exterior possa me proporcionar mais experiência. Quero aprender técnicas novas e elevar meus conhecimentos", pontua o estudante, acrescentando que já realizava diversas pesquisas na UFPI.

Ana Lívia Castelo Branco comenta que já conhecia a Espanha, onde esteve ano passado participando de um evento religioso. "Mas, dessa vez é diferente. Estou indo para passar mais tempo. Não sei ao certo o que vai acontecer, mas penso que participar desse programa vai dar um impulso na minha carreira e contribuir para minha formação humana", argumentou a estudante, antes de embarcar para a Espanha.

Sílio Moura, Ana Lívia e Francisco Marcos, participantes do 'Ciência sem Fronteiras'

Sílio Lima conta que ficou bastante animado com a possibilidade de fazer intercâmbio em outro país. "A Universidad de Barcelona é um dos maiores centros de pesquisa na minha área", afirma o aluno, acrescentando que já participava de dois projetos de pesquisa na UFPI.

O 'Ciência sem Fronteiras' prevê a utilização de até 75 mil bolsas em quatro anos para promover intercâmbio, de forma que alunos de graduação e pós-graduação façam estágio no exterior com a finalidade de manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação. Além disso, busca atrair pesquisadores do exterior que queiram se fixar no Brasil ou estabelecer parcerias com os pesquisadores brasileiros nas áreas prioritárias definidas no Programa, bem como criar oportunidade para que pesquisadores de empresas recebam treinamento especializado no exterior.

Alunos do 'Ciência sem Fronteiras' com a pró-reitora de Ensino de Graduação.

Antes da viagem, os alunos selecionados pelo 'Ciência sem Fronteiras' se reuniram com a pró-reitora de Ensino de Graduação da UFPI, Regina Ferraz. "É uma experiência extremamente relevante, porque proporciona um crescimento acadêmico, cultural e pessoal para os alunos contemplados", resumiu a pró-reitora.

Através do programa Ciência sem Fronteiras, outros quatro alunos embarcaram, em janeiro deste ano, para os Estados Unidos.

Fim do conteúdo da página