Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > UFRJ lança edital para Doutorado interinstitucional com a UFPI
Início do conteúdo da página

PPG em Arqueologia e Museu de Arqueologia e Paleontologia da UFPI prosseguem pesquisas na Serra das Confusões

Imprimir
Publicado: Sexta, 18 de Outubro de 2019, 11h25

O Programa de Pós-Graduação em Arqueologia e o Museu de Arqueologia e Paleontologia da UFPI realizaram nova viagem de campo ao Parque Nacional da Serra das Confusões no âmbito do projeto “Caracterização Arqueológica da área do Baixão da Volta”.

serra das confusoes20191018112121

Após uma primeira visita em junho, os dados obtidos foram tratados e analisados, e os resultados serão apresentados em publicações que se encontram nesse momento em preparação. Essa segunda viagem, que ocorreu entre os dias 7 e 11 de outubro de 2019, teve como objetivo recolher mais informações sobre as condições na região, assim como detalhar o registro em alguns dos sítios visitados anteriormente pela equipe.

serra das confusoes 220191018112230

Uma das atividades realizadas foi o levantamento fotográfico detalhado de painéis rochosos com gravuras e pinturas rupestres. Esse registro deve ser diretamente utilizado para a modelagem de uma reconstrução tridimensional virtual da superfície do paredão rochoso. Este procedimento representa uma mais-valia em termos da análise, proteção e disseminação de conhecimento relacionado ao patrimônio arqueológico.

serra das confusoes 320191018112347

Durante essa semana foi visível o impacto que as queimadas têm naquela região piauiense. As autoridades responsáveis pela gestão daquelas áreas de proteção enfrentam diariamente dificuldades logísticas, devido à ausência de recursos materiais e humanos para o combate aos focos de incêndio. Apesar dos constrangimentos provocados indiretamente pelas queimadas, o apoio ao aprofundamento das pesquisas, manifestado pelo ICMBio através da direção do PARNA Serra das Confusões, foi total.

serra das confusoes 420191018112456

O projeto é financiado pelo CNPq, através do programa Pós-Doutorado Sênior, sendo coordenado pelo Dr. Tiago Tomé, sob a supervisão do Prof. Dr. Grégoire van Havre.

Fim do conteúdo da página