Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > Solenidade de posse dos novos Pró-Reitores da Instituição
Início do conteúdo da página

Pesquisadores internacionais e brasileiros discutem em Teresina novas perspectivas para o tratamento da Leishmaniose Visceral

Imprimir
Publicado: Terça, 10 de Abril de 2018, 14h35

pesquisadores leish.jpg

Pesquisadores participam de encontro para troca de conhecimento sobre a Leishmaniose

 

Com o objetivo de unir forças para elevar a qualidade da pesquisa piauiense, ocorreu dias 4 e 5 de abril, no Auditório do Laboratório de Leishmaniose (Lableish), um encontro que reuniu estudantes e pesquisadores do Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e da Inglaterra. A atividade foi organizada pelo pesquisador da UFPI Prof. Dr. Carlos Henrique Nery Costa, que coordenado o Laboratório, localizado próximo ao Instituto de Doenças Tropicais Natan Portella, em Teresina. 

 

nery costa.jpg

Da esquerda para direira: Dr. Carlos Costa (UFPI), Dr. Jeremy Mottram (York), Dr. Ana Paula Lima (UFRJ)

 

Participante na reunião, a pesquisadora Dr. Ana Paula Lima, coordenadora da Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Biofísica) da UFRJ, conceito 7 na CAPES, falou da perspectiva de parceria já mantido com o pesquisaor inglês e agora com a UFPI.

 

ana maria lima.jpg

Prof. Dr. Ana Paula Lima (UFRJ)

“Para o Rio de Janeiro, essa parceria com o Piauí, nos dá acesso a toda a expertise de pesquisadores que estão em contato de fato com os pacientes, diretamente com a doença em si e todo seu rol de manifestações clínicas. Isso gera maior conhecimento para os problemas que são locais e também no treinamento de pessoas. Porque isso é fundamental para podermos ter ciência de altíssimo nível de qualidade sendo feita aqui”, explicou Lima.

Dr. Sergio Paiva e Dr. Wilson Silva vieram da Universidade de Pernambuco ( UFPE) para ajudar na análise dos dados de Bioinformática que o Piauí, por sua vez, ainda precisar melhorar. O Prof. Me. Bruno Guedes (UFPI), em fase de finalização do doutorado no Canadá, e parceiro do laboratório em Teresina, convida os estudantes de Biologia com afinidade em programação (ou estudantes de informática e computação que tiverem interesse em análises computacionais aplicadas à biologia) para entrar em contato com o laboratório, para futuros trabalhos.

  

 

silvia.jpg

Prof. Dr. Silvia Uliana (USP)

A pesquisadora Dra. Silvia Uliana (USP) destaca a importância do evento: “Tivemos uma oportunidade preciosa de discutir entre especialistas de diversas áreas um dos tópicos de maior relevância e gravidade para a saúde pública no Brasil. As dificuldades e perspectivas para o tratamento de leishmaniose visceral. Unir esforços com grupos nacionais e internacionais nos parece a melhor abordagem para tentarmos trazer novas ideias e abordagens para contribuir para a resolução desse problema”.

A estudante capixaba, agora em York, Juliana B. Carnielli Trindade, analisa os dois dias de discussão. “O evento permitiu compartilhar conhecimento, com renomados pesquisadores do Brasil e do Reino Unido, sobre o parasita Leishmania e os desafios enfrentados no tratamento dessa doença negligenciada. Oportunidade única e enriquecedora! “.

O evento contou ainda com uma visita guiada ao Hospital de Doenças Tropicais Natan Portella. 

 

visita guiada 1.jpg

Visita guiada ao Instituto de Doenças Tropicais Natan Portella

 

 

visita guiada 2.jpg

Visita guiada ao Instituto de Doenças Tropicais Natan Portella

 

Fim do conteúdo da página