Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > UNA-SUS/UFPI: Especialização em Saúde da Família e Comunidade convoca para matrícula
Início do conteúdo da página

PROPESQ recebe Rede Pense Piauí para discutir projeto que viabilize eventos na área da matemática no estado

Imprimir
Publicado: Sexta, 22 de Setembro de 2017, 17h11

PROPESQ MESA REDONDA 1 de 3

O Pró-Reitor da Pró-Reitoria de Pesquisa, Prof. Dr. João Xavier da Cruz Neto, recebeu na manhã de hoje (22), o Desembargador Federal, Carlos Augusto Pires Brandão; economista e docente aposentado da UFPI, Prof. Felipe Mendes de Oliveira; o médico, Dr. Benjamim Pessoa Vale; e o professor Antônio Cardoso do Amaral, da Unidade Escolar Augustinho Brandão, da cidade de Cocal dos Alves, destaque internacional pelo desempenho dos estudantes em competições de matemática e aprovação em importantes instituições de ensino. Eles integram a Rede Pense Piauí e discutiram a proposta de um projeto que viabilize eventos na área da matemática, tendo com exemplo a experiência de sucesso da Escola Augustinho Brandão. A ideia é despertar estudantes e professores para a importância do ensino qualificado da matemática, o que pode permitir que os estudantes sejam bem sucedidos em competições e, posteriormente, em seletivos de instituições de ensino superior.

O Pró-Reitor da PROPESQ, Prof. Dr. João Xavier da Cruz Neto, destacou que o principal papel da UFPI vai ser o de articuladora. “A Universidade tem muita credibilidade junto à sociedade, estamos usando essa credibilidade para atrair as pessoas do bem que estão pensando no desenvolvimento do estado”, frisou. O Pró-Reitor é docente do Departamento de Matemática da UFPI e um dos diretores da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

PROPESQ MESA REDONDA 3 de 3

O professor Antônio Cardoso do Amaral relatou que estudantes que se destacam nas olimpíadas de matemática foram bem sucedidos em outros seletivos, como em concursos para professor. Com um projeto que chegue a mais escolas, outros estudantes também terão essas oportunidades. “O projeto como a gente pensa, renova ideias e abre mais possibilidades. O projeto discutido aqui está conseguindo ter um grau de satisfação, de participação nossa muito grande, e, também, da certeza de que juntos possamos, de fato, concretizar esse objetivo específico. As expectativas são as melhores, estou com pessoas boas, esclarecidas e com os pés no chão”, destacou.

O economista e docente aposentado da UFPI, Felipe Mendes, destacou que esse projeto está bem formulado. “Primeiro lugar, estamos discutindo com pessoas que não são da área da matemática, numa tentativa de ajudarmos a viabilizar eventos da matemática. Meu papel é ajudar na preparação do projeto, com os objetivos, com os meios a serem atingidos e com o próprio pessoal da matemática que sabe. Todo projeto começa a ser resolvido quando é bem formulado, e eles estão formulando muito bem”, pontuou.

Segundo o médico Benjamim Pessoa Vale, a distribuição de conhecimento é o diferencial da proposta. “Acho que esse projeto faz parte de uma distribuição de conhecimentos, e conhecimento é a única coisa na vida que você pode multiplicar dividindo. Isso vai alavancar talentos, fazer crescer e dar visibilidade às pessoas e isso pode contaminar a formação de estudantes do Piauí”, lembrou.

PROPESQ MESA REDONDA 2 de 3

O Desembargador Federal Carlos Augusto Pires Brandão destacou o que estudantes podem ganhar com um projeto dessa natureza. “Os estudantes podem ganhar conhecimento, melhorar os instrumentos, os mecanismos e acessos aos institutos de matemática. Vai, também, se sentir prestigiado, reconhecido e perceber que, se estudar, as oportunidades aparecem. A partir da formação dessa rede, da estruturação de projetos e alcance de objetivos, vai formando no aluno um sentimento de responsabilidade social e isso aguça os sentimentos de liderança, as necessidades de articular as ações individuais com ações sociais”, finalizou.

Fim do conteúdo da página