Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI
Início do conteúdo da página

Em plantão pela vida: definidas ações para o Setembro Amarelo na UFPI

Imprimir
Publicado: Terça, 12 de Setembro de 2017, 09h50

WhatsApp Image 2017 09 06 at 11.32.40

A campanha Setembro Amarelo foi lançada em 2014 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), com os objetivos de conscientizar para a prevenção do suicídio, alertar a população sobre a realidade do suicídio no Brasil e no mundo, e suas formas de prevenção. A escolha do mês de setembro é alusiva ao Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, que ocorre no dia 10 de setembro.

Desde 2014, a Universidade Federal do Piauí (UFPI) apoia a Campanha com a realização de ações junto à comunidade universitária em todos os campi. Na edição de 2017, a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários (PRAEC) definiu um calendário de ações que contemplam rodas de conversa, palestra, mesa-redonda e caminhada pela vida.

A programação começa nesta quarta-feira (13) e segue até o dia 27 de setembro. A primeira atividade será uma roda de conversa no Centro de Ciências Humanas e Letras, às 17h, no dia 13/09. As rodas de conversa serão acompanhadas pelo psicólogo Carlos Eduardo Gonçalves Leal e um assistente social da PRAEC/UFPI e acontecem em parceria com os professores, estudantes e Centros Acadêmicos.

IMG 0367

Pró-Reitora da PRAEC, Profa. Dra. Adriana Paiva

A Pró-Reitora da PRAEC, Profa. Dra. Adriana Paiva, destacou que a proposta é intensificar a campanha a cada edição. “A Universidade já participou de forma bem organizada e, agora, queremos dar mais força a essa campanha, de forma que ela se torne permanente na UFPI. A PRAEC tem um papel na academia com toda a comunidade acadêmica e precisamos nos engajar, então, decidimos dar mais força e visibilidade para o Setembro Amarelo”, afirmou.

As ações desenvolvidas neste ano contam com a parceria de professores, estudantes e pesquisadores da UFPI; Centro de Valorização da Vida (CVV); e PROVIDA, serviço gerenciado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), que funciona no Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo.

Como parte da programação, a Rádio Universitária da UFPI fará uma série de entrevistas com profissionais da saúde e pesquisadores que trabalham com as temáticas da valorização da vida e prevenção do suicídio.

Confira a programação:

Rodas de Conversa:

13/09 – 17hs – Centro de Ciências Humanas e Letras (CCHL)

18/09 - 16hs – Centro de Ciências da Saúde (Coreto/Jardim da Reitoria)

19/09 – 17hs – Centro de Ciências da Educação (CCE)

20/09 – 10h –Centro de Tecnologia (CT)

21/09 – 9h – Centro de Ciências Agrárias (CCA)

26/09 – 9hs – Centro de Ciências da Natureza (Coreto/Jardim da Reitoria)

Encerramento:

Evento: “Setembro Amarelo na UFPI: valorização da vida e prevenção do suicídio”.

Data: 27/09/17

Local: Cine Teatro

14h: abertura  

14h10min: palestra “Relação entre Automutilação e Suicídio”, com o Dr. Carlos Henrique de Aragão Neto, psicólogo clínico, formação e especialização em Tanatologia, formação em luto, mestre em Antropologia pela UFPI e doutor em Psicologia Clínica e Cultura pela Universidade de Brasília (UnB).

16h: mesa-redonda: Conversando sobre Suicídio

Mediador: Carlos Eduardo (psicólogo UFPI/PRAEC)

Participantes:

Prof. Luizir de Oliveira, pós-doutor pela PUCRS, doutor em Filosofia pela Universidade de São Paulo. Professor do Departamento de Filosofia. Temática: Suicídio, uma questão (também) filosófica.

Profa. Márcia Astrês, doutora em Enfermagem Fundamental pela Universidade de São Paulo. Professora Associada do Departamento de Enfermagem da UFPI. Coordenadora do Projeto de Valorização da Vida e Prevenção ao suicídio: Ser, Saber, Ouvir, Viver (Extensão/UFPI).

Prof. Benedito Carlos de Araújo Júnior, doutor em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professor da Universidade Federal do Piauí, Departamento de Sociologia. Temática: Suicídios em Teresina no Século 21.

Dr. Ralph Webster Cavalcante Trajano, psiquiatra. Diretor Geral do Hospital Areolino de Abreu, vice-presidente da Associação Psiquiátrica do Piauí e preceptor da Residência Médica em Psiquiatria da UFPI.

Caminhada pela Vida

Após o encerramento do evento no Cine Teatro, será feita a Caminhada pela Vida, com distribuição de laços amarelos no pórtico da UFPI e participação da Atlética Garra.

Ações da PRAEC

A PRAEC oferece, de forma permanente, o Serviço de Apoio Psicológico (SAPSI). O SAPSI desenvolve ações de promoção à saúde mental da comunidade universitária, intervindo nos problemas psicossociais e psicoeducacionais que interferem na permanência e no desempenho acadêmico do estudante na universidade. “Temos esses dois serviços que auxiliam mais diretamente a comunidade universitária: o setor pedagógico, que oferece apoio na questão do aprendizado e nas dificuldades que o estudante tem de concentração. Esse serviço tem uma relação direta com a qualidade do estudo e de vida, porque ajuda o estudante a fazer o seu planejamento de estudo e acaba evitando casos de ansiedade e depressão, e melhora o rendimento. O outro é o serviço de psicologia que presta acompanhamento e atendimento individualizado. Temos hoje dois psicólogos efetivos e a probabilidade é de ampliar esse quadro para ampliarmos, também, as nossas ações”, informou a Pró-Reitora Adriana Paiva. 

Fim do conteúdo da página