Alunos de Artes da UFPI ministram oficina em cidade do interior do Piauí

Imprimir
Publicado: Segunda, 04 de Junho de 2012, 14h00

Os alunos do Curso de Licenciatura em Educação Artística da Universidade Federal do Piauí (UFPI), sob a coordenação do Professor Mineiro do DMTE/CCE/UFPI, levaram neste último sábado (2), muitos conhecimentos aos alunos da Unidade Escolar Miguel Rocha, localizada no município de Sigefredo Pacheco (PI).

Segundo a estudante, Anatália Regina Cunha da Silva, " A experiência foi enriquecedora, pois saímos do ambiente em que estamos mais acostumados, das escolas urbanas, e entramos em contato com outra realidade, das escolas rurais. Nas oficinas, aplicamos uma metodologia mais próxima da realidade dos moradores da região com a utilização de argila, chita e material reciclado."

(Professor Mineiro da UFPI em recepção pelo Diretor da
Unidade Escolar Miguel Rocha, Prof. Luís Paulo Teixeira.)

Em ritmo descontraído os alunos do curso de artes da UFPI, apresentaram a professores, alunos e membros da comunidade escolar que, através da arte, é possível descobrir um novo universo, repleto de encantamentos, em que a aprendizagem torna-se algo prazeroso. Assim, de posse da técnica, os acadêmicos de Artes, desenvolveram oficinas que abrangeram cinco eixos temáticos: Oficina de Modelagem em Argila, Oficina de Bolsas Femininas, Oficina de Reciclagem, Oficina de Canto Coral e Oficina de Prática Instrumental.

As oficinas integram o Projeto Oficinas de Produção do Prof. Mineiro do DMTE/CCE/UFPI. Mais de 100 pessoas, entre alunos do ensino infantil, ensino fundamental, EJA, funcionários e membros da comunidade participaram.

(Oficina de Modelagem em Argila.)

(Alunos da Oficina de Bolsas Femininas expõem
os trabalhos desenvolvidos.)

O Diretor da Escola Prof. Luís Paulo Teixeira agradeceu a iniciativa do professor Mineiro em trazer para U. E. Miguel Rocha o projeto Oficina de Produção. "Parabenizo o professor por aceitar o desafio de sair das fronteiras geográficas da capital piauiense e estar aqui, disposto a transmitir seus conhecimentos e habilidades aos alunos desta escola que estavam ansiosos para ter contato com os novos saberes trazidos por sua equipe".

Ao final das oficinas reservou-se um momento para a socialização dos trabalhos, e tornou-se possível a cada equipe conhecer o que as demais tinham desenvolvido. Segundo depoimento da aluna da 8ª série, Antônia Beatriz, que participou da Oficina de Reciclagem, os alunos passaram a ver que com simples materiais é possível desenvolver arte, e ainda ganhar dinheiro.

(Oficina de Prática Instrumental.)

(Oficina Canto - Coral)

 

(Oficina de Reciclagem)