Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > Nota de pesar: estudante Francineide da Silva
Início do conteúdo da página

HU-UFPI realiza café da manhã com a imprensa

Imprimir
Publicado: Sexta, 14 de Dezembro de 2018, 12h33

O Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI), filiado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), realizou na segunda (10), um Café da Manhã com a Imprensa. O objetivo do evento foi apresentar aos jornalistas as ações desenvolvidas pelo HU-UFPI em 2018 e os projetos para 2019. Em funcionamento desde novembro de 2012, o HU-UFPI atualmente possui 32 especialidades médicas e oferta serviços de saúde de média e alta complexidade acessíveis à população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) via regulação da Fundação Municipal de Saúde (FMS), de Teresina.

Eram 50 leitos habilitados em 2013 no HU-UFPI. Hoje são 190, sendo 15 da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Em maio de 2016, o Hospital inaugurou sua Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), que em 2018, até outubro, realizou quase três mil consultas, quase 15 mil procedimentos, mais de 300 internações e quase 2,5 mil infusões antineoplásicas (como quimioterapia e hormonioterapia, por exemplo).

O Hospital dará início no próximo ano aos processos de implantação do laboratório de simulação realística; da unidade de telessaúde; do uso de radioterapia no tratamento de pacientes oncológicos; da habilitação em neurocirurgia; e da Unidade Coronariana, com 10 novos leitos. “Ampliamos e implantamos serviços e temos uma equipe altamente especializada. Seguiremos em frente” ressaltou o superintendente do HU-UFPI, médico José Miguel Parente.

Além do superintendente estavam presentes no evento o reitor da UFPI, Arimateia Lopes, e a vice-reitora, Nadir Nogueira, bem como os gerentes – Rachel Castro (Administrativo), Marta Rosal (Ensino e Pesquisa) e Jonatas Melo Neto (Atenção à Saúde) - e chefes de divisões, setores e unidades do Hospital. “Interessante iniciativa de mostrar dados e fontes”, comentou a jornalista Sanny Mendes, da TV Clube. “As informações foram apresentadas de forma organizada”, lembrou Ananda Oliveira, repórter de O Dia. “Muito positivo prestar esclarecimentos”, ressaltou Edryan Santos, do Portal OitoMeia. “É uma sala de imprensa, informação aprofundada”, enfatizou Wanderson de Paula, repórter do Meionorte.

Em 2013, ocorreram no HU-UFPI mais de 39 mil consultas ambulatoriais; em 2018, já foram mais de 75 mil, contabilizadas as realizadas até o mês de setembro. Aconteceram mais de 40 mil exames e procedimentos ambulatoriais, no ano de 2013; este ano, nos nove primeiros meses, quase 175 mil. No ano de 2013, foram 420 internações; em 2018, até outubro, quase cinco mil. “Quando se apresentam os dados, as coisas ficam mais claras”, disse Humberto Coelho, presidente da Fundação Antares, mantenedora da Rádio e da TV Antares. “Os dados traduzem o que acontece”, lembrou Nataly Araújo, da Rádio Assembleia. “Importante este balanço e o apontamento para os trabalhos do ano seguinte”, finalizou Rodrigo Carvalho, da FM Universitária.

Na parte de Ensino e Pesquisa, funcionavam em 2013 dois programas de residência médica no HU-UFPI, com oferta de oito vagas. Este ano, há 29 cursos, incluindo um multiprofissional e outro uniprofissional, que ofertam, ao todo, 171 vagas. Em 2019, com a criação da residência multiprofissional em Cuidados Intensivos (enfermagem, fonoaudiologia, nutrição, psicologia, fisioterapia e serviço social), serão 35 cursos, com 213 vagas ofertadas. “Os números demonstram a evolução dos indicadores HU-UFPI e o colocam em posição de destaque dentre os hospitais universitários federais”, enfatizou Arimateia Lopes, reitor da UFPI.

Sobre a Ebserh

Desde abril de 2013, o HU-UFPI é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação que atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do SUS, e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 40 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh. 

 

Fim do conteúdo da página