Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente convida para palestra com pesquisador da UEM
Início do conteúdo da página

IV Congresso de Atenção Primária a Saúde (CIAPS 2019)

Imprimir
Publicado: Segunda, 21 de Janeiro de 2019, 10h13

WhatsApp_Image_2019-01-21_at_11.04.2620190121100918.jpeg

A Atenção Primária em Saúde e as Redes de Atenção em Saúde são temas atuais e que estimulam as discussões sobre a práxis do planejamento em saúde, pensando nisso, a Universidade Federal do Piauí, Núcleo de estudos pesquisa e extensão em educação permanente para o SUS (Nuepes), Universidade Aberta do SUS (UNASUS) e Programa de Mestrado Profissional em Saúde da Mulher (PMPSM) realizarão entre os dias 2 a 4 de Maio de 2019, no Cine Teatro e Espaço Rosa dos Ventos da UFPI, o IV Congresso de Atenção Primária a Saúde (CIAPS 2019).

Durante o evento haverão discussões sobre a tomada de decisões em saúde, tanto no nível local como no internacional, do serviço ou acadêmicas para atender aos gestores e trabalhadores do SUS constantemente às voltas com a falta de profissionais adequados e discrepâncias em sua distribuição regional. Além disso, será discutido durante três dias de evento a implantação do Núcleo Universitário de Telessaúde irá melhorar a resolubilidade na Atenção Primária, desafogar o sistema de Saúde local pela resolução dos problemas de saúde e forma eficaz e descentralizada, qualificar técnicos e profissionais no serviço, dar suporte à ESF, com qualidade assistencial e redução de custos com conferencistas nacionais e internacionais.

O evento oferecerá 12 oficinas, algumas delas são destinadas à fitoterapia e prescrição medicamentosa; EvipNet: medicina baseada em evidência; Urgência e Emergência; Atenção Básica e a Planificação; Ensino Superior: transformação digital; Telessaúde Brasil Redes; Biblioteca virtual em saúde; Ética no uso das tecnologias; Informação em Saúde; Bioestatística aplicada à Pesquisa; A pesquisa qualitativa empregada na saúde; O CONASEM e as ações para a regionalização.

O IV CIAPS contará com participação de conferencistas nacionais e internacionais que trabalham com o tema e poderão contribuir de forma impactante para formação e para o trabalho na saúde. Dentre os conferencistas podemos destacar:  o Dr. José Arimatéia Dantas Lopes, Dra. Ana Estela Haddad, Dra. Ângela Maria Paiva Cruz, Dr. Mauro Guimarães Junqueira, Dr. Luiz Ary Messina, Dr. José Henrique Dias Pinto Barros, Dr. Chao Lung Wen. 

Conferencistas 

Dr. José Henrique Dias Pinto Barros - Presidente do Conselho Nacional de Saúde de Portugal

131489120190426163706

Licenciado e Doutorado em medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), Henrique Barros é professor Catedrático daquela faculdade, sendo também director do Departamento de Ciências da Saúde Pública e Forenses, e Educação Médica da FMUP.

Henrique Barros preside ainda várias instituições tais como a IEA – International Epidemiological Association ou o Comité Científico Consultivo Externo do CIBERESP, Centro de Investigación Biomédica en Red de Epidemiología y Salud Pública.

Dr. Chao Lung Wen - Referência em Telemedicina e Telessaúde no Brasil

125665456-min

Médico formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), possui doutorado pelo Departamento de Patologia da FMUSP e Livre Docência na disciplina Telemedicina. Médico do Laboratório de Investigação Médica do HC_FMUSP. Coordenador do Projeto Tecnologias Educacionais interativas para potencialização da educação em saúde.

 Dra. Silvia Lopes

conf-15-min-768x432.png

Graduada em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. Mestrado em administração hospitalar pela ENSP-NOVA. Doutorado em saúde pública pela ENSP-NOVA. Professora Auxiliar do Departamento de Políticas e Gestão de Sistemas de Saúde e membro do Centro de Investigação em Saúde Pública. Coordenadora do Curso de Especialização em Administração Hospitalar, sendo membro do Conselho Pedagógico e do Conselho Científico.

 Dra. Carmem Veronica Mendes Abdalla – BIREME OPAS

carmem-min-768x432.png

Graduação em Biblioteconomia e Documentação pela Universidade de Brasília (1986); Graduação em Administração Pública pela Universidade de Brasília (1990); Mestrado em Ciência da Informação e Documentação pela Universidade de São Paulo (2002); Ocupou o cargo de tecnologista do Ministério da Ciência e Tecnologia no período de 1986 a abril de 2017; Foi comissionada na BIREME/OPAS/OMS no período de julho de 1991 a abril de 2017 exercendo a função de Gerente de Serviços de Informação e de Produção de Fontes de Informação; Ocupa a partir de maio de 2017 o cargo de gerente de Serviços e Fontes de Informação na BIREME/OPAS/OMS.

Concomitantemente ao CIAPS, acontecerá o II Seminário do Mestrado Profissional em Saúde da Mulher. Este seminário apresentará e discutirá a Mortalidade Materna no estado do Piauí. Serão apresentadas dissertações que trabalhou esta temática bem como será apresentado o Documento de Política gerado pela rede Evipnet.

Para mais informações sobre a programação,  inscrição e lista de trabalhos aprovados,  acesse o site do evento: https://ciaps2019.com.br.

lista de trabalhos aprovados - Poster e Oral

Folder do evento 

IV CIAPS lançará livro “Pluralidade Masculina: contribuições para pesquisa em saúde do homem”

 

laçamento do livro ciasp.jpg

Será lançado dia 02 de maio, às 21 horas, no IV Congresso de Atenção Primária a Saúde (CIAPS), o livro “Pluralidade Masculina: contribuições para pesquisa em saúde do homem”. O livro é organizado por textos de pesquisas e reflexões que reúne mais de 100 pesquisadores nacionais e internacionais que discutem como as masculinidades influenciam os comportamentos dos homens no cuidado com a sua saúde.

Organizado por Jeferson Santos Araújo e Marcia Maria Fontão Zagodevido, a obra possui dois eixos temáticos: teorias e métodos para subsídios de pesquisa e pesquisas em saúde do homem distribuída em 37 capítulos com 792 páginas.

Masculinidade é um conceito muito significativo no desenvolvimento do homem, caracterizado como uma construção histórica, cultural e social. No entanto, sua relação é complexa e suas discussões apresentam-se cercada por tabus, mitos, preconceitos e relações de poder.

De acordo com a cientista social Márcia Thereza Couto, que faz a apresentação da obra, “a coletânea de capítulos que o livro Pluralidade Masculina: contribuições para Pesquisas em Saúde do Homem” apresenta é um rico exemplo da vitalidade e promessa de continuado avanço na área de estudos de gênero, masculinidades e saúde e, por isso, muito bem-vindo não apenas para estudiosos do campo, mas para estudantes e profissionais de saúde.

Sobre os organizadores da obra

Jeferson Santos Araújo é professor do curso de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa); Doutor em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Fundamental pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (EERP/USP); Membro do Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem. University of São Paulo at Ribeirão Preto College of Nursing; Especialista em Enfermagem Oncológica e em Enfermagem do Trabalho - EERP/USP;  Graduado e Licenciado em Enfermagem e Obstetrícia pela Universidade Federal do Pará (UFPA). 

Márcia Maria Fontão Zago é graduada em Enfermagem pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (USP) em 1978; com Mestrado (1990) e Doutorado (1994) em Enfermagem Fundamental pela EERP-USP; É Professora Associada (2000), aposentada (2010), integrada ao Programa Professor Sênior da USP (2013); É consultora da Coordenação de Apoio ao Pessoal de Nível Superior (Capes), Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), do Conselho Editorial de Periódico Nacional e presta assessoria à vários periódicos nacionais. Tem experiência nas áreas de Enfermagem Oncológica; Foi coordenadora do curso de Especialização de Enfermagem em Oncologia de 2000 a 2010; É líder do Grupo de Estudo da Reabilitação de Pacientes Cirúrgicos e Oncológicos – (GERPCO). Sua principal experiência em investigação envolve a aplicação da abordagem da Antropologia Médica e de Métodos Qualitativos para a pesquisa de fatores culturais na sobrevivência de pacientes/familiares com doença crônica, como o câncer.

Com informações  de UNIFESSPA

 

Fim do conteúdo da página