Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - Parnaíba > CMRV publica edital para Professor Substituto em Economia
Início do conteúdo da página

Confira o Relatório de Autoavaliação Institucional da UFPI

Publicado: Sexta, 01 de Abril de 2011, 20h42

A Coordenadora da CPA, Profª Drª Josania Lima Portela, encaminhou nesta quarta-feira, 30, o Relatório de Autoavaliação Institucional para conhecimento da comunidade acadêmica da UFPI e postagem no Sistema E-MEC, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - INEP, do Ministério da Educação, responsável pela avaliação do Ensino Superior no País. O relatório contou com a participação das comissões setoriais das unidades de ensino do Campus de Teresina e dos Campi de Parnaíba, Picos, Bom Jesus e Floriano.

A CPA da UFPI tem o seu funcionamento regulamentado pela Resolução nº 020/2007, alterada pela Resolução nº 005/2010 do Conselho Universitário e tem como finalidade a implementação do processo interno de avaliação da Universidade, a sistematização e a prestação das informações solicitadas pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES). A atual CPA foi constituída pelo Ato da Reitoria nº 505/2010, de 07 de abril de 2010.

O processo autoavaliativo tem como fundamento as dimensões estabelecidas pelo Sistema Nacional de Educação Superior - SINAES, criado Lei nº 10.861, de 14.04.2004, regulamentada pela Portaria nº 2.051 MEC, de 09.07.2004, que objetiva a melhoria da qualidade da educação superior, assegurando a avaliação institucional interna e externa contemplando a análise global e integrada das dimensões, estruturas, relações, compromisso social, atividades, finalidades e responsabilidades sociais institucionais de educação superior.

A metodologia utilizada baseou-se em quatro princípios básicos na busca do aperfeiçoamento institucional: adesão voluntária - a avaliação deve ser valorizada por toda a comunidade acadêmica de forma que a participação seja voluntária e produza legitimidade para o bem da UFPI; totalidade e coletividade - a avaliação deve abranger todos os setores e todos os sujeitos que fazem a Instituição; unidade de linguagem - há necessidade de tornar os conceitos, princípios e finalidades da avaliação institucional compreensível a todos os segmentos que compõem a instituição; e, competência técnico-metodológica com base científica - propiciando a cientificidade e legitimidade das informações apresentadas. Compreende-se que a autoavaliação institucional oportunizou espaço privilegiado para se conhecer, analisar e refletir a UFPI na busca da qualidade do projeto institucional que constitui responsabilidade de toda comunidade acadêmica.

Confira o documento na íntegra. 

Fim do conteúdo da página