Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - CCA > UFPI discute projeto de proteção, convívio e bem-estar animal
Início do conteúdo da página

UFPI discute projeto de proteção, convívio e bem-estar animal

Imprimir
Publicado: Quarta, 23 de Agosto de 2017, 10h31
UFPI discute projeto de proteção, convívio e bem-estar animal
 

mesa site.jpg

Na manhã desta segunda-feira (21), aconteceu no Salão Nobre da Universidade Federal do Piauí (UFPI), uma reunião para discurtir o projeto intitulado como “ Programa para o desenvolvimento de políticas de proteção, convívio e bem-estar animal na UFPI”.

O programa tem o objetivo de propor ações políticas e educativas para o convívio harmonioso dos animais que moram na UFPI, cultivando, assim, o zelo e os bons tratos aos animais. Estiveram presentes na reunião o Reitor da UFPI, Prof. Dr. José Arimatéia Dantas Lopes, e representantes de centros e órgãos da Universidade.

reitor site.jpg

Reitor da UFPI, Prof. Dr. José Arimatéia Dantas Lopes, destaca os objetivos do projeto

O Prof. Dr. José Arimatéia Dantas Lopes fala da importância do programa para a comunidade universitária. “É importante esse projeto na nossa Universidade, pois temos vários animais que convivem diariamente com nossos estudantes e funcionários. E com a conscientização das pessoas alimentarem os animais em locais adequados, a comunidade ufpiana fica protegida de doenças. Além da percepção de que não pode maltratar esses animais que tornam a UFPI o seu habitat”, concluiu.

marcelo.jpg

Prof. Dr. Marcelo Campos Rodrigues explica a importância do projeto

O Prof. Dr. Marcelo Campos Rodrigues, um dos idealizadores do projeto, explica a importância da castração dos animais que é um dos objetivos dentro do programa. “É muito importante a castração dos animais no campus, pois diminui a população de animais. Com isso, vai diminuir a questão de maus tratos aos animais e o incômodo que eles causam à comunidade universitária, desde disputa por alimentos à questão de fazerem necessidades fisiológicas na sala de aula e em locais de alimentação”, proferiu.

Ramalho site.jpg

Prof. Dr. Paulo Ramalho, Diretor do Centro de Ciências Agrárias (CCA)

O Prof. Dr. Paulo Ramalho, Diretor do Centro de Ciências Agrárias (CCA), falou do motivo do abandono dos animais na UFPI e a consequência desse problema .“Algumas pessoas acham que a Universidade tem a obrigação de receber os animais, porque possui mais gente e tais vão cuidar desse bichos, assim terminam trazendo esses animais para a UFPI. Com isso, além desses animais estarem sendo rejeitados, esse abandono traz uma série consequências para a comunidade universitária, pois algumas pessoas alimentam os animais em lugares inadequados, principalmente, nas praças de alimentação e isso faz com que estudantes e funcionários corram o risco de se contaminarem com doenças”, frisou.

Miguel site.jpg

Prof. Dr. Miguel Ferreira Calvacante Filho

Segundo o Prof. Dr. Miguel Ferreira Calvacante Filho, a UFPI tem um papel importante para o bem-estar entre os animais e a população universitária. “Os animais são dependentes da raça humana e quando eles habitam espaços pequenos e urbanos terminam causando conflitos na natureza. Inclusive choque de ideias, pois uns defendem e outros querem maltratar. Por causa desses conflitos que a Universidade tem uma obrigação de trazer pra si essa questão, porque os animais vivem no ambiente da UFPI. Com esse projeto queremos utilizar da comunicação como meio para além de informar à população, também atuar com um papel educacional para toda a comunidade”, declarou.

Saiba mais sobre o programa:

O programa intenciona a campanhas educativas, combate ao abandono de animais, também castração cirúrgica da população de animais (cães e gatos), com o objetivo desses animais não se reproduzirem mais causando a super população animal na Universidade.

 

Fonte: Site UFPI.

 

 

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página