Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

CCA/UFPI recebe visita de pesquisadora da Argentina pelo Projeto CAPES-Mincyt

Imprimir
Publicado: Terça, 18 de Abril de 2017, 13h02

visitaargentia3

A Professora/Pesquisadora Carine Maaricel Pereyra, professora da Universidade Nacional de Río Cuarto (UNRC), de Córdoba, Argentina, que está no Brasil em missão pelo Projeto CAPES-Mincyt, visitou o Departamento de Morfofisiologia Veterinária (DMV), do Centro de Ciências Agrárias (CCA) da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

As UFPI e a UNRC possuem parcerias pelo Projeto CAPES-Mincyt, que tem por objetivo a seleção de projetos conjuntos de pesquisa, nas diversas áreas do conhecimento, que proporcionem o fomento ao intercâmbio de estudantes de pós-graduação e o aperfeiçoamento de docentes e de pesquisadores e a cooperação binacional.

Segundo a Profa. Dra. Maria Christina Sanches Muratori, docente do DMV/CCA/UFPI e coordenadora do grupo que faz parte do convênio com a Argentina, desde 2009 os dois países trabalham em conjunto. “Estamos trabalhando nesse projeto que está agora em vigência desde 2013, mas nós começamos a trabalhar conjuntamente desde 2009. Essa parceria ajudou muito a incrementar a nossa Pós-Graduação em Ciência Animal e em Alimentos e Nutrição, e com isso nós pudemos formar pesquisas mais consolidadas, que nos permitem publicações em periódicos melhores, de circulação internacional. Além disso, as pessoas da Argentina são maravilhosas, muito técnicas e profissionais, possuem um conhecimento enorme do que fazem. Várias teses, dissertações, iniciações científicas, estágios, trabalhos de conclusão de curso, foram realizados graças a esses convênios. E como nós publicamos juntos, isso incrementa também a produção deles com os nossos conhecimentos”, destacou.

visita argentina2jpg

Professoras Doutoras Carine Maaricel Pereyra e Maria Christina Sanches Muratori

Para a Profa. Dra. Carine Maaricel Pereyra, o Intercambio junto à UFPI possibilita, além da interação de conhecimentos, a construção de grupos e o fortalecimento de determinadas áreas de pesquisas. “Fizemos contato e começamos a nos relacionar e criar projetos juntos. Em nosso caso, a troca de experiências e informações entre as Universidades é muito importante, pois podemos desenvolver ainda mais a aplicação de biotecnologias em leveduras, que trazemos para cá para compartilhar nossos conhecimentos com o grupo”, avaliou.

A Doutoranda do Curso de Pós-Graduação em Ciência Animal, Cristiane Evangelista, que irá para a Argentina por meio do Projeto, acredita que essa será uma experiência muito importante. “Essa é uma oportunidade ímpar para nós que estamos no doutorado, pois teremos contato com técnicas novas que ainda não temos no nosso laboratório, e aprender essas técnicas que iremos aprender e compartilhar com os demais doutorandos, mestrandos e alunos de iniciação científica, pois trabalhamos em equipe”, afirmou.

visitaargentina2

Alunos e docentes trocam experiências e ampliam conhecimento

Para Aline Maria Dourado Rodrigues, que já participou do intercâmbio, essa é uma experiência de muito conhecimento. “Tive a oportunidade de aprender técnicas de biologia molecular, cromatografia líquida de alta eficiência, probióticos e microtoxinas. Com essa aprendizagem que tive durante os dois meses, foi muito gratificante, pois me ajudou para fazer boa parte do meu doutorado”. 

Fonte: UFPI/Site

 

 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página